quinta-feira, dezembro 16, 2010

A Miragem


FÈLIX CUCURULL
trad. Manuel de Seabra
capa de Agostinho de Castro
direcção gráfica do arquitecto António de Macedo


Lisboa, 1959
ed. tradutor
Clube Bibliográfico Editex, Lda. (distribuidor)
1.ª edição
19,3 cm x 12,4 cm
220 págs.
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
[as manchas visíveis na capa acima reproduzida são parte integrante do seu desenho]
assinatura de posse na pág. 5
20,00 eur



pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

O Deserto


FÈLIX CUCURULL
prefácio de Fernando Namora
trad. Albertina de Sousa Dias
capa de João da Câmara Leme

Lisboa, 1965
Portugália Editora
1.ª edição
19,3 cm x 13,1 cm
188 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
20,00 eur

Do Prefácio:
«[...] A literatura [do catalão] Fèlix Cucurull é uma literatura descarnada, dir-se-ia ascética: feita de palavras ásperas que, para quem as saiba ouvir, para quem as saiba ler, vibram como cordas retesadas; feita de uma grave simplicidade; feita de um pudor que reprime a fácil emoção, dirigindo-se sem coacções aos nervos e sobretudo à consciência do leitor. [...]»


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Fèlix Cucurull


FÈLIX CUCURULL
trad. e prefácio de Manuel de Seabra

[capa de Victor Palla ?]

Coimbra, 1959
Atlântida – Livraria Editora, Ld.ª
[1.ª edição]
21,2 cm x 15,3 cm
200 págs. + 1 folha em extra-texto
exemplar em bom estado de conservação
20,00 eur

Da nota editorial na badana:
«[...] “Se tens um monstro escreve-o”, disse um dia Goethe no seu exílio de Weimar. As páginas deste volume são o “monstro” de Cucurull, monstro angustiante que nos seus famosos romances A Miragem e O Silêncio e o Medo assume características de epopeia – a grande epopeia do homem do nosso tempo, prisioneiro de um mundo que ainda não entende.»


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

terça-feira, março 30, 2010

O Apelo do Mar


ALEXANDRE GRINE
trad. de Raul de Carvalho

capa de Sebastião Rodrigues

Lisboa, 1961
Editora Arcádia Limitada
[1.ª edição]
18 cm x 10,9 cm
260 págs.
exemplar manuseado mas em razoável estado de conservação, miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

De seu nome completo Alexander Stefanovich Grinevsky, a pátria soviética, apesar do seu envolvimento revolucionário anti-czarista, deixou-o morrer na miséria, em 1932, e no não reconhecimento da sua escrita romântica e de tom fantástico.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

terça-feira, março 02, 2010

Diálogos




CARLOS SOMBRIO

Seia, s.d. [1941]
Tip. «Montes Hermínios»
1.ª edição
18,7 cm x 11,8 cm
146 págs.
encadernação modesta em sintético com discretos ferros a ouro na lombada; o miolo ostenta uma paginação invulgar
sem capas de brochura
COM DEDICATÓRIA DO AUTOR
17,00 eur

De seu verdadeiro nome António Augusto Esteves, era natural da Figueira da Foz, onde deixou memória – para além da literária – também como relojoeiro-joalheiro, e sobretudo como dinamizador cultural de colectividades populares locais. Como escritor-biógrafo, o seu livro, de 1942, Beldemónio, Nome Imortalisado por uma Obra Vivida entre a Rebeldia e o Talento continua a ser o único suporte para o conhecimento da atribulada vida de Eduardo de Barros Lobo.


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089