terça-feira, dezembro 25, 2012

Branca-Flor e Flôres



LUÍZ CHAVES

Coimbra, 1940
Instituto de Coimbra
1.ª edição
24,8 cm x 17 cm
40 págs.
subtítulo: Romances das Guerras com os Mouros – Versões Trasmontanas (Notas Folclóricas)
exemplar estimado; miolo limpo
ocasionais carimbos da Sociedade de Língua Portuguesa
valorizado pela dedicatória manuscrita do Autor
17,00 eur

Estudo comparado das diferentes versões das «memórias folclóricas da Reconquista cristã da Ibéria em que Portugal brotou». Começa por dizer, sucintamente, Luís Chaves:
«[...] O Romantismo desenvolveu o medievalismo e, com êle, as tradições populares: a fase foi representada entre nós por Garrett, com o Romanceiro, que contém trinta e sete espécies.
O positivismo levou Teófilo Braga aos problemas das origens: entre os estudos o da formação da pátria na sua constituïção étnica, na caracterização folclórica e na evolução histórica [...]; daí nasceu o Romanceiro Geral.
O desenvolvimento dos estudos folclóricos, se aproveitou o trabalho anterior, criou orientação nova de trabalho científico. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089