quinta-feira, abril 18, 2013

A. B. da Costa Cabral. Apontamentos Historicos


[JOSÉ MARIA DE ALMEIDA E ARAUJO CORRÊA DE LACERDA]

Lisboa, 1844-1845
Typographia de Silva
1.ª edição [única]
2 tomos (completo)
21,8 cm x 15,7 cm
[278 págs. + 1 folha em extra-texto] + 716 págs.
ilustrado no tomo I com o retrato do biografado
encadernações uniformes antigas, um pouco gastas, em meia-inglesa de amador com ferros a ouro na lombada discretos mas elegantes
exemplares muito estimados, miolo irrepreensível
sem capas de brochura
200,00 eur

Ajuda-nos o incontornável Innocencio Francisco da Silva a identificar o autor da vertente biografia política do Cabral que suscitou a revolta de Maria da Fonte. Diz-nos, então, o sábio no tomo V do seu Diccionario Bibliographico Portuguez (Imprensa Nacional, Lisboa, 1860):
Que tal obra de D. José, ex-cónego regrante da Congregação de Santo Agostinho, e à data desta publicação tesoureiro-mor da Sé da Guarda, «[...] Sahiu sem o nome do auctor.» Repartindo-se pelos dois volumes «[...] a vida publica do ministro Costa Cabral, depois conde de Thomar [...]», no primeiro deles, e, no segundo, a compilação das «[...] provas e documentos justificativos, entre os quais se contém muitos de notavel interesse, e que fornecem subsidios valiosos para a historia politica de Portugal no periodo que decorre de 1820 em diante. [...]»
António Bernardo da Costa Cabral, para além da sua exaltada participação “esquerdista” nos primeiros surtos liberais, acabou como um “normalizador” ao serviço de D. Maria II na pasta da Justiça e como grão-mestre da Maçonaria.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089