quarta-feira, junho 19, 2013

Ana Rosa


M. TEIXEIRA-GOMES
pref. Castelo Branco Chaves

s.l. [Lisboa], 1941
Seara Nova
1.ª edição
25,9 cm x 19,4 cm
2 págs. + 30 págs.
exemplar estimado; miolo irrepreensível
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Trata-se, esta publicação póstuma, efectivamente do primeiro capítulo de um romance de Teixeira-Gomes, cuja publicação chegou a estar anunciada, tendo-se perdido entretanto o seu manuscrito integral. Diz-nos o ensaísta Castelo Branco Chaves:
«[...] Quem conheça Maria Adelaide sentirá a afinidade fraterna que existe entre Maria Adelaide e Ana Rosa e adivinhará fàcilmente, ao ler êste capítulo, que o romance narraria o mesmo caso. Maria Adelaide foi uma ressurreição de Ana Rosa; o mesmo fundo auto-biográfico, a mesma irrupção da arte pela vida, o mesmo dom evocativo, a mesma delicadeza de tons e, sempre, omnipresente, no vocábulo, na sintaxe, na sugestão que, como um perfume, se evola do que escreve, a mesma sensualidade que é um dos supremos apanágios da sua arte. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089