quinta-feira, agosto 15, 2013

Wagner a Carlsrühe – L’Artiste du Siècle


CHAMBRUN, Comte de

Paris, 1898
Calmann Lévy, éditeur
1.ª edição
24,9 cm x 16,1 cm
4 págs. + 32 págs. + 4 folhas em extra-texto
ilustrado
miolo impresso sobre papel superior; fotogravuras impressas em cromo e coladas sobre velino previamente chanfrado com relevo seco, protegidas por papel de cristal
encadernação modesta antiga em tela e papel de fantasia com o selo de execução da casa Carmelita
conserva as capas de brochura
exemplar não aparado e em muito aceitável estado de conservação; miolo limpo
25,00 eur (IVA e portes já incluídos)

Trata-se de um dos primeiros panegíricos ao grande compositor que foi Richard Wagner. O mesmo libertário Wagner companheiro de Bakunine e participante nas barricadas revolucionárias de Dresden em 1849, artista cujo ideal artístico, tanto como o seu humanismo anarquizante, «só poderiam vingar uma vez destruída esta civilização inteiramente devota ao “bezerro de oiro” [o dinheiro]» (Carlos da Fonseca, introd. A Arte e a Revolução, de Richard Wagner, trad. José Miranda Justo, Edições Antígona, Lisboa, 1990).
A abordagem panorâmica do conde de Chambrun, porém, cinge-se às qualidades musicais e poéticas de uma extensa, mas vinculativa, obra.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089