quinta-feira, setembro 05, 2013

Água Forte



CARLOS LEAL (DE MELO)
pref. Octaviano Sá
capa de Arnaldo Ressano

Lisboa, 1941
Livraria Popular de Francisco Franco
1.ª edição
19,6 cm x 14,3 cm
344 págs.
subtítulo: Memórias
ilustrado
exemplar muito manuseado mas aceitável; miolo limpo
discreto carimbo na pág. 2 com as iniciais de anterior proprietário
20,00 eur (IVA e portes já incluídos)

Num Prólogo, que é igualmente uma peça de admiração pelo republicano Manuel Teixeira-Gomes, diz-nos o autor (que também foi actor):
«[...] tenho levado a vida a rir, embora a rir já tenha chorado; sim, porque se o rir faz bem, o chorar também nos alivia muitas vezes as dôres de alma.
Neste presente volume, a-pesar-de tôdas as ilusões sofridas, – vibram, ainda, as fibras do meu patriotismo e da minha fé republicana; a fé que anima o meu espírito dando alento aos meus sentimentos de democrata e liberal. Mas aquela Liberdade que não é negada pelos próprios prelados.
O nosso simpático Cardial Cerejeira, numa sua formidável pastoral, que honraria um Papa, – orou em Fátima pela liberdade dos povos; – porém, quando do trespasse da magnífica oração para a letra de forma, o zêlo eliminou a palavra Liberdade, certamente como nociva da Ordem e talvez do Pudor. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089