segunda-feira, junho 23, 2014

Leviana


ANTÓNIO FERRO
pref. Ramón Gomez de La Serna
capa de António Soares
extra-texto de Mário Eloy

Lisboa, 1929
Emprêsa Literária Fluminense, Ld.ª
7.º milhar (edição definitiva)
19 cm x 12,2 cm
144 págs. + 1 folha em extra-texto
subtítulo: Novela em Fragmentos
impresso sobre papel superior
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo, parcialmente por abrir
35,00 eur (IVA e portes incluídos)

É o livro emblemático do ainda então escritor modernista António Ferro, que, «[...] ligado ainda novo ao grupo de Orpheu, levaria para o jornalismo e para a orientação do Secretariado de Propaganda Nacional (1933) um certo modernismo formal, cujo lado provocativo se fizera antes sentir nos aforismos algo paradoxais da Teoria da Indiferença, 1920, e de Leviana – novela em fragmentos, 1921, [...], e na peça de escândalo Mar Alto, 1924. [...]» (António José Saraiva / Óscar Lopes, História da Literatura Portuguesa, 15.ª ed., Porto Editora, Porto, 1989)

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089