quinta-feira, agosto 07, 2014

Símbolos de Totalidade na Obra de Hermann Hesse


Y. K. CENTENO
grafismo de J. M. Serrano

Lisboa, 1978
A Regra do Jogo, Edições
1.ª edição
21 cm x 12,5 cm
76 págs. + 3 folhas em extra-texto
subtítulo: Demian – Siddhartha – Die Morgenlandfahrt – Das Glasperlenspiel
ilustrado
exemplar como novo
22,00 eur (IVA e portes incluídos)

Análise sincrética de importante parte das obras literárias do Nobel, cuja proposta da professora Yvette Centeno é:
«[...] Ao irmos procurar nelas os símbolos de totalidade, estamos implicitamente a aceitar como enquadramento a simbologia junguiana, que ajudou Hesse a resolver, pelo menos em parte, as dificuldades da sua vida interior, e que nas obras ajuda os seus heróis a encontrar uma vida pessoal de realização, ora à margem ora ao serviço da comunidade social em que se integram. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089