sexta-feira, outubro 31, 2014

Camilliana, n.º 1


Porto, 1 de Janeiro, 1916
dir. Alfredo de Faria
único número publicado
25,3 cm x 18,5 cm
2 págs. + 64 págs. + 2 págs.
inclui foto de Camilo em extra-texto (entre as páginas 2 e 3)
impressão sobre papel superior, ornado com frisos, vinhetas e capitulares artísticos
tem colado no verso da contracapa o ex-libris do camilianista Sérgio de Oliveira
exemplar com alguns picos de humidade nas duas primeiras folhas, mas no geral bastante estimado
40,00 eur (IVA e portes incluídos)

Entre os artigos sumarizados, um há de crucial importância, longo e minucioso, da autoria de Eduardo Sequeira – «A Infanta Capellista» – que nos conta das razões e circunstância determinantes para Camilo haver encarregado o impressor do sobredito mítico romance de «deitar tudo para as barricas do papel velho», e posteriormente o haver revisto (e feito publicar) noutra forma e com novo título (O Carrasco de Victor Hugo José Alves).

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089