quinta-feira, julho 02, 2015

Fado



JOSÉ RÉGIO
ilustrações de Stuart Carvalhais

Lisboa, 1957
Portugália Editora
2.ª edição
21,7 cm x 15 cm
164 págs. + 6 folhas em extra-texto
exemplar da 2.ª variante de capa (o miolo em nada difere do da 1.ª variante de capa, nem no conteúdo literário, nem no suporte físico)
exemplar estimado; miolo limpo
60,00 eur (IVA e portes incluídos)

São notáveis – e invulgares – os desenhos de Stuart. Conseguem acentuar de forma não caricatural a faceta grotesca, negra, pessimista, de Régio. Num dos livros mais urbano e realista do poeta. Leia-se uma passagem:

«[...] Sim, na avenida vizinha,
Tudo era moderno e fresco;
Mas essa rua... mantinha,
Mantém o seu pitoresco:

Uma igual turba de párias,
Vadios, trabalhadores,
Meretrizes e operárias,
Falhados e sonhadores,

Há centos de anos se some
Nesses palácios escuros,
E cheira mal, passa fome,
De alto a baixo desses muros...

Nas mesmas águas-furtadas
Há centos de anos há poetas,
E as mesmas gatas pejadas
Têm filhos nas valetas. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089