terça-feira, julho 28, 2015

O Super Macho


ALFRED JARRY
trad. Luiza Neto Jorge
capa e ilust. Nuno Amorim

Lisboa, 1975
Edições Afrodite – Fernando Ribeiro de Mello
1.ª edição
19,1 cm x 14,8 cm
24 págs. + 184 págs.
exuberantemente ilustrado
impresso sobre papel de gramagem superior
exemplar em bom estado de conservação, sem qualquer sinal de quebra na lombada; miolo irrepreensível
inclui a cinta promocional
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

Alfred Jarry (1873-1907), de par com Rimbaud e Ducasse, veio a ser dos autores do século XIX mais acarinhados pelos absolutamente modernos surrealistas parisienses. É mesmo ele o pioneiro de um cruel humor negro inspirador de André Breton. Na vertente obra – segundo a nota editorial na badana –, «[...] Sem escabrosidade, mas igualmente sem preconceito de sentimentalismo ou subjectividade – portanto directo, puro, nu e cru – o romance de Jarry vem ao encontro de uma filosofia do amor erótico gerada pela “civilização mecânica” [...].» «O herói de O Supermacho consegue bater o record do “Índio tão celebrado por Teofrasto” de que fala Rabelais: às setenta do Índio responde com oitenta e duas seguidas no acto do amor. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089