quarta-feira, outubro 07, 2015

Príncipes de Portugal


AQUILINO RIBEIRO
ilustrações de Cândido Costa Pinto


Lisboa, s.d. [1952]
Livros do Brasil, Limitada
1.ª edição
19,3 cm x 13,4 cm
232 págs.
subtítulo: Suas Grandezas e Misérias
inclui 10 desenhos do ilustrador nas cortinas de capítulo
chancela do Autor na pág. 4
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
discretas iniciais de posse na folha de ante-rosto
45,00 eur (IVA e portes incluídos)

Obra proibida pelo governo da ditadura no Estado Novo, por insultuosa e antipatriótica, esteve na origem de um enérgico coro na Assembleia Nacional orquestrado, entre outros, pelo o inequívoco fascista Manuel Múrias [vd. Livros Proibidos no Estado Novo, Assembleia da República, Lisboa, 2005]:
«[...] Vendo bem, nem sequer é história o que se desenrola através das duzentas páginas do livro, para rectificar o qual seria preciso não uma singela anotação, como a que se lhe faz agora, mas um grosso volume, abonado de farta, embora fácil, documentação, para se fazer ideia da inconsciência com que o escritor abocanha, desde Viriato a D. Sebastião, passando pela excelsa figura do Condestável, algumas das mais altas figuras morais da história portuguesa.
Custam, sem dúvida, a evitar nesta tribuna, onde já não é costume empregarem-se expressões indignas de assembleias representativas, as palavras candentes que melhor qualificariam a proeza, e não as usaremos agora, se bem que a desenvoltura com que salpica a pena enlameada santos, heróis, reis e instituições que são lustre da Pátria e a ajudaram a constituir, a engrandecer e a manter livre e altaneira, durante séculos e séculos, autorize, noutro lugar, a solta linguagem do Sr. Aquilino Ribeiro para o mesmo Sr. Aquilino Ribeiro.
[...]
No fundo, trata-se, afinal, de arremetidas políticas, onde a invocação histórica não é, nem quer ser, outra coisa senão a agressão mal encapotada ao regime que assume expressamente a responsabilidade de reerguer e defender Portugal na sua grandeza para o futuro, que laboriosamente se procura levantar cada vez mais firme e cada vez mais belo. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089