terça-feira, dezembro 08, 2015

Testamento Político de Mussolini



[BENITO MUSSOLINI]
trad. António Garrido Garcia
prefácio de Alfredo Pimenta


Lisboa, 1949
Edições Ressurgimento
1.ª edição
19,2 cm x 13 cm
XXXII págs. + 48 págs. + 14 págs. em extra-texto
subtítulo: Ditado, Corrigido e Rubricado pelo Duce em 22 de Abril de 1945
exemplar estimado, vinco na contracapa; miolo limpo
60,00 eur (IVA e portes incluídos)

Última entrevista do ditador – já preso, a poucos dias da sua execução sumária – ao director do periódico Popolo di Alessandria. Do Prefácio do fascista Alfredo Pimenta:
«[...] Como é que o Papa Pio XII celebra, e com toda a justiça, o nome de um dos autores dos Pactos de Latrão, e não tem sombra de palavra piedosa, humana e caritativa, para o outro, o que foi ignòbilmente massacrado em Dongo por aqueles que levaram ao poder Sua Excelência De Gasperi, Chefe do Governo italiano, que Sua Santidade recebeu em audiência solene? [...]
Nem uma palavra, nem um pensamento! Nada. Mussolini nunca existiu! [...]
Estas minhas palavras, sendo de respeitoso protesto contra este silêncio, e de indignada revolta contra a injustiça e a falta de caridade, são também de enternecida homenagem ao grande e esclarecido espírito que, durante vinte anos, governou a Itália – “domando a anarquia; restabelecendo a ordem; fazendo respeitar a Monarquia; restaurando a Religião; desenvolvendo o poder militar, naval e aéreo; estimulando e amplificando a colonização [...]», etc., etc.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089