domingo, fevereiro 09, 2014

Pequeno Tratado de Encenação


ANTÓNIO PEDRO
ilust. Eduardo Calvet de Magalhães

Porto, 1976
INATEL – Instituto Nacional para Aproveitamento dos Tempos Livres dos Trabalhadores
2.ª edição
18,2 cm x 10,8 cm
226 págs.
profusamente ilustrado no corpo do texto
exemplar muito estimado, sem qualquer quebra na lombada; miolo irrepreensível
27,00 eur (IVA e portes incluídos)

É um dos mais completos livros de estudo portugueses para quem se interesse pela arte teatral. O seu autor foi, na génese do projecto, em 1950, director do Teatro Experimental do Porto, a pedido de Manuel Breda Simões e do arquitecto Luís Praça. Diz-nos Tomaz Ribas, em nota de contracapa da edição original: «Depois de através da pintura, da poesia, da prosa, do ensaio, de cerâmica, do jornalismo e da rádio nos ter dado sobejas provas para o admirarmos e inscrevermos o seu nome entre os mais distintos do panorama intelectual e artístico do país, António Pedro revelou-se através do teatro um artista de forte personalidade, um encenador moderno, consciente e culto, uma das mais distintas e brilhantes organizações teatrais [o referido TEP] que nos tem surgido nos últimos tempos. A chegada de António Pedro ao teatro e a sua acção nele como director, encenador, mestre e orientador é, talvez, o mais notável facto do teatro português do nosso tempo.»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089