sábado, abril 23, 2016

Novos Contos Macondes



MANUEL VIEGAS GUERREIRO, recolha, introd. e coment.

Lisboa, 1974
Junta de Investigações Científicas do Ultramar
1.ª edição
24,3 cm x 18,2 cm
72 págs. + 2 extra-textos com retratos a preto e branco de dois narradores orais
exemplar estimado, com ligeira mancha de antiga humidade nos extra-textos
30,00 eur (IVA e portes incluídos)

Livro de grande sabedoria, reunindo o melhor da tradição oral moçambicana autóctone. Diz-nos na Introdução o autor:
«[...] Apesar do grande entusiasmo com que no fim do século XIX e primeira metade do seguinte os folcloristas europeus se entregaram ao trabalho de recolha e estudo da literatura oral, não se pode dizer que esta tenha servido, convenientemente, a Etnografia e a Etnologia. A profunda análise a que sujeitaram a matéria literária respeitava mais à forma e a problemas de origem e classificação do que ao valor cultural do seu conteúdo. E no mesmo plano se situaram os colectores de folclore de populações iletradas. Nas monografias etnográficas exibem-se os textos como um capítulo de conjunto, mas não saem deles factos que enriqueçam outros domínios ou sirvam adequadamente a síntese. E as generalizações etnológicas do mesmo modo se têm, em regra, afastado dessa fonte de esclarecimento.
Foi, em parte, com a intenção de mostrar que isto é verdade que escrevi os comentários deste livrinho. Neles se há-de ver como, apenas em 14 narrativas, avoluma tão larga messe de informações. [...]» E segue Viegas Guerreiro o seu reparo à importância dos elementos geográficos, de estrutura familiar, dos usos e costumes, das técnicas alimentares, dos cultos, etc., que aí, na leitura atenta e comparativa, se podem colher.
Há que acrescentar que o autor colaborou com Jorge Dias na obra Os Macondes de Moçambique, de que o presente livro constitui um suplemento.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089