terça-feira, abril 05, 2016

Sua Magestade El-Rei o Senhor D. Affonso VI e Sua Serenissima Esposa


MANUEL BERNARDES BRANCO

Lisboa, 1885
Typographia de Adolpho, Modesto & C.ª
[1.ª edição]
19,1 cm x 13,3 cm
276 págs.
encadernação editorial em tela gravada a preto e a ouro
exemplar um pouco manchado na lombada mas aceitável; miolo limpo
35,00 eur (IVA e portes já incluídos)

O autor, que é ainda hoje uma referência pela sua gigantesca obra Portugal e os Estrangeiros, surge-nos aqui como “historiador”, num género subjectivo que dá para apreciar. Por exemplo, uma passagem ao acaso:
«[...] D. Affonso VI, porém, não teve só a desdita de ter por mulher uma beata falsa, uma descarada [D. Maria Francisca Isabel de Saboya]. Teve ainda a infelicidade de haver existido na epocha da maxima desmoralisação, embora o beaterio estivesse no seu auge e no seu requinte em Portugal.
Confirmam-n’o os Sermonarios, os livros mysticos, as vidas de Santos, de Santas, de freiras e de frades, os directores espirituaes, e dizem-n’o até mesmo os livros d’aquella epocha, que tractam d’assumptos medicos [...].
O senhor D. Affonso VI porém não fugia da gente. Chegava-se até mesmo com excesso para as mulheres, quando ellas eram lindas, guapas e de encher o olho. Como, porém, varios escriptores têem asseverado que o monarcha era impotente, propendo a crêr que passaria o tempo com ellas ou a rezar nas contas, ou a fazer fios para os feridos na guerra... [...]» E segue, refazendo a seu jeito demolidor a crónica de todo um reinado.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089