sábado, abril 23, 2016

Terra Morta



CASTRO SOROMENHO

Rio de Janeiro, 1949
Livraria-Editôra da Casa do Estudante do Brasil
1.ª edição
19,3 cm x 13,3 cm
232 págs.
exemplar estimado; miolo limpo, por abrir
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR AO ESCRITOR LUÍS FORJAZ TRIGUEIROS
60,00 eur (IVA e portes incluídos)

Da nota de badana, assinada por Adolfo Casais Monteiro:
«Terra Morta é, sem dúvida possível, o melhor romance de Castro Soromenho. A segurança, a naturalidade, a verdade humana das cenas e das figuras, a nitidez e a transparência do estilo, que são apanágio do romancista em pleno domínio da matéria que trabalha, põem esta obra num plano que raras vezes temos visto alcançado pelos nossos romancistas contemporâneos.
Não esqueço que a obra entra na categoria da chamada “literatura colonial”; pois pela primeira vez um romance português deste género se nos impõe como de categoria universal. Pela primeira vez, um romance de Angola nos dá, mais que o pitoresco, o sentido geral da contraditória humanidade da sua população, e põe, no mesmo plano de realidade, o negro, o mulato e o branco – e a natureza em que vivem os seus dramas e as suas misérias. Terra Morta é uma obra profundamente amarga, e, além de um grande romance, é um libelo – e que o seja sem prejuízo da sua alta qualidade literária não é do menos digno de admiração, tão raras vezes isso sucede. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089