segunda-feira, junho 27, 2016

Litoral a Oeste


JOSÉ LOUREIRO BOTAS
pref. Thomaz Ribeiro Colaço

Lisboa, 1940
Editôra – Livraria Portugália
1.ª edição
19,1 cm x 13,2 cm
196 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
é o n.º 1.820 de uma tiragem não declarada com o carimbo do Autor
22,00 eur (IVA e portes incluídos)

Do Prefácio de Ribeiro Colaço:
«[...] Conheço, sem o ter visto, o seu Pai. Uma espécie de Patrão Lopes lá da Praia da Vieira, vizinha de S. Pedro de Muel. Dezenas de vidas arrancadas ao mar. A Rainha D. Amélia a abraçá-lo comovidamente, quando o condecorava. Companhas de pesca. Uma casa na areia, tão sôbre o mar, que onde às vezes parece ouvir-se um aguaceiro a fustigar os vidros – a chuva é feita de espumas e borrifos de ondas zangadas. E o velho salva-vidas que lhe retiraram... E a pensão, de umas dezenas de escudos, que lhe retiraram também... – Vejo-o ao lado de sua Mãe, cujo rosto expressivo se emoldura em cabelos brancos; ela não sabe ler, mas não precisa disso para ser esperta, inteligente, trave da casa em tudo quanto são contas, riso e bom senso de um lar humilde, primeira ouvinte (e desconfio que musa...) dos seus primeiros contos, que lhe faziam, à lareira, desistir do sono e do têrço, para se entusiasmar a reconhecer a Rita Rebôcha, a Jacinta Caréoa, o Pichelim, tôda aquela gente que vive afinal em dois sítios: – a sua terra e o seu livro. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089