segunda-feira, julho 11, 2016

Declaração Universal dos Direitos do Homem


Lisboa, 1952
Editado pela “Liga Portuguesa dos Direitos do Homem”
s.i.
15,5 cm x 10,9 cm
32 págs
subtítulo: Proclamação de ideal comum a que aspiram todos os povos
acabamento com um ponto em arame
exemplar estimado, sinais de foxing na capa; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Trata-se do texto oficial aprovado na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Dezembro de 1948, que a Liga Portuguesa dos Direitos do Homem dá a conhecer na sua Colecção Educação Cívica – liga fundada, em 1922, pelo republicano e maçon Sebastião de Magalhães Lima. Um dos mais importantes artigos da Declaração, e que, nos tempos correntes, convém recordar, é o 19.º, assim:
«Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e expressão, o que lhe dá o direito a não poder ser perturbado pelas suas opiniões, e ainda, o de procurar, receber e espalhar, sem consideração de fronteiras, as informações e as ideias por qualquer meio de expressão que seja.»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089