sexta-feira, agosto 26, 2016

«Depoimento» ou Libelo – Reflexões Sobre o Livro de Memórias de Marcelo Caetano


RAUL RÊGO

Lisboa, 1975
Editorial República
1.ª edição
18,5 cm x 12,6 cm
136 págs.
exemplar estimado, lombada e contracapa oxidadas pela contínua exposição à luz; miolo irrepreensível
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA DO AUTOR AO ESCRITOR DAVID MOURÃO-FERREIRA
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

Uma passagem do excelente conjunto de artigos coligidos de e por Raul Rêgo:
«[...] Poucos homens terão tido na História de Portugal oportunidade igual à de Marcelo Caetano, de fazer a verdadeira união nacional, dentro de um pluralismo são. [...] Basta ver como foi recebido o seu apelo à concórdia de todos os portugueses e as esperanças que suscitou num povo martirizado por guerras e divisões, os oposicionistas pondo de lado 42 anos de ostracismo e vendo no homem chamado ao governo não o principal doutrinador e um dos grandes executores do regime que os segregara, mas o dirigente que fazia apelo à cooperação em momento particularmente grave da vida da nação. Mas, usando nova linguagem, Marcelo não mudou de processos [...]. Jogou simplesmente na continuidade de um regime cujas estruturas não correspondiam a nenhuma das necessidades vitais do povo português. À palavra pátria seguia-se por vezes a sentença de morte cívica para muitos dos mais patriotas e em lugar da concórdia entre as ideias de uns e de outros se exigia a submissão pura e simples ao ideário dos quarenta anos de totalitarismo. Era a continuidade. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089