segunda-feira, agosto 08, 2016

Em Demanda do Graal [junto com] Nova Demanda do Graal


AFFONSO LOPES VIEIRA

Lisboa, 1922 e 1942
Portugal Brasil L.da – Sociedade Editora
1.ª edição (ambos)
2 volumes (completo)
[19,2 cm x 12,2 cm] + [17,5 cm x 12,4 cm]
[2 págs. + 394 págs.] + 384 págs.
exemplares estimados, discreto restauro na lombada do 2.º vol.; miolo limpo
assinatura de posse no ante-rosto do 1.º vol.
75,00 eur (IVA e portes incluídos)

Segundo o Dicionário Cronológico de Autores Portugueses (vol. III, Publicações Europa-América, Mem Martins, 1994), Lopes Vieira «[...] Em 1916 passa a dedicar-se exclusivamente à literatura, empenhando-se num admirável esforço de divulgação e valorização de obras e escritores clássicos portugueses, aqueles que, de acordo com o seu nacionalismo esclarecido, melhor traduzem o espírito e a sensibilidade lusitanos. Não foi por certo alheio a este voluntário apostolado cultural o facto de Afonso Lopes Vieira ter pertencido a uma geração de homens animados por ideias renascentistas, homens para quem literatura e Pátria eram realidades co-naturais, a uma cabendo uma missão orientadora e sendo a outra uma entidade fundamentalmente espiritual e linguística. [...]» Neste aspecto, para além de investigador firmou-se como poeta e prosador, tendo participado na génese da revista neo-romântica A Águia. O vertente livro patenteia, no campo da ensaística, a busca de uma espiritualidade portuguesa que se possa crer coesa.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089