segunda-feira, agosto 29, 2016

Monumentos de Portugal – Templos Cruzeiros e Alminhas



Figueira da Foz, 1937
dir. Francisco dos Santos-Viegas
Edição do Gabinete de Estvdos Vrbanos e Rvrais
2 fascículos, ou cadernetas (tudo quanto se publicou)
26,9 cm x 18,4 cm
[XXIV págs. + 3 encartes*] + [28 págs. + 1 folha em extra-texto]
subtítulo: Edição profvsamente ilvstrada e colaborada por preclaros membros do clero portvgvês e por eminentes escritores e artistas
exemplares estimados, restauro na capilha do segundo fascículo; miolo limpo
acondicionados numa modesta pasta de cartolina
ostenta o ex-libris de José Coelho colado na primeira página do segundo fascículo
* constam os encartes de uma carta a difundir o objecto da publicação e que visa captar assinantes, mais um vale destinado a ser preenchido para firmar a respectiva assinatura, e ainda uma tarjeta informando que «Foi solicitada autorização do reverendissimo Episcopado para o ilustre clero poder prestar a sua colaboração a Templos, Cruzeiros e Alminhas»
35,00 eur (IVA e portes incluídos)

Para além de três páginas graficamente ocupadas por fotografias do cardeal Cerejeira, de Dom António Antunes, bispo-conde de Coimbra, e do arcipreste padre José Lourenço dos Santos Palrinhas, pároco local, a prometida colaboração dos «preclaros membros do clero» e dos «eminentes escritores e artistas» não vingou. Nada mais temos, no que a vertente publicação deu a conhecer, que um Prefácio programático e um extenso capítulo acerca dos lugares de eleição cristãos na Figueira da Foz, tudo assinado por Santos-Viegas.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089