sábado, novembro 26, 2016

As Cartas de Prisão de George Jackson


SOLEDAD BROTHER [GEORGE JACKSON]
pref. Jean Genet
trad. Maria do Carmo Pizarro

Lisboa, 1972
Editora Arcádia, S.A.R.L.
1.ª edição
20,8 cm x 14,2 cm
384 págs.
capa impressa frente e verso
exemplar estimado; miolo limpo
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

George Jackson foi um dos três Soledad Brothers (junto com John Cluchette e Fleeta Drumgo), companheiros negros na cadeia californiana de Soledad, todos simpatizantes da causa do partido Black Panther. Sendo presos de delito comum, a sua importância política salta para ribalta, no início de 1970, com o assassinato de um guarda prisional e a sua consequente acusação de homicídio em primeiro grau. Todavia, figuras públicas brancas como Marlon Brando, Noam Chomsky, Lawrence Ferlinghetti, Allen Ginsberg, Pete Seeger, e a negra Angela Davis, então dirigente do Partido Comunista norte-americano, entre muitas outras personalidades, darão o rosto pela sua defesa. Em vão, visto que Jackson acabará por ser abatido dentro da prisão, em Agosto de 1971, durante a tentativa de fuga de algumas dezenas de prisioneiros.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089