sábado, dezembro 24, 2016

Tempo de Cinema


ARMINDO BLANCO
capa de Lima de Freitas
ilust. Vítor Silva

Lisboa, 1956
Edições Cosmos
1.ª edição
19,5 cm x 14 cm
320 págs. + 26 págs. em extra-texto
exemplar estimado; miolo limpo
assinatura de posse no frontispício
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Do prefácio do jornalista Armindo Blanco:
«Até que ponto podem coexistir o cinema-arte e o cinema-indústria? Em sessenta anos de latente hostilidade mútua, o segundo quase tem anulado o primeiro, como consequência directa do gigantesco crescimento dos sistemas de produção, distribuição e exibição. [...]
Está a esboçar-se em Portugal, de há uns anos a esta parte (demonstram-no os quinze cine-clubes já existentes e o interesse cada vez maior que a sua actividade desperta) um movimento tendente a definir os verdadeiros valores da cultura cinematográfica. De certo modo, o presente livro é uma consequência directa desse movimento. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089