segunda-feira, janeiro 16, 2017

Raça e Nacionalidade


MENDES CORRÊA

Porto / Rio de Janeiro (Brasil), 1919
Renascença Portuguesa / Luso-Brasiliana
1.ª edição
19 cm x 12,4 cm
192 págs.
exemplar manuseado mas aceitável; miolo limpo
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR
ostenta colado no verso da capa o ex-libris de José Coelho
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

Uma passagem do texto:
«[...] Uma desastrada confusão se estabeleceu entre Antroposociologia e pangermanismo, e dessa confusão provém em grande parte o desfavor com que até nos meios mais cultos déla se fala. Como todos os grandes impérios da história, o império alemão ha de desaparecer mais cedo ou mais tarde na voragem exterminadora das maiores ambições humanas [...], e a antroposociologia ficará de pé, porque como sciência biosociológica éla mesma proclama a evolução dos povos e a instabilidade das organisações sociaes, mesmo das mais fortes e menos sujeitas a influências dissolventes e abastardantes. [...]»
O antropólogo e médico Mendes Correia (1888-1960) opunha-se assim à corrente germanófila então dominante, num livro vindo a lume volvido um ano sobre o assassinato do seu mais claro representante: Sidónio Pais.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089