quarta-feira, março 08, 2017

Novas Cartas Portuguesas


MARIA ISABEL BARRENO
MARIA TERESA HORTA
MARIA VELHO DA COSTA


Lisboa, 1972
Estúdios Cor
1.ª edição
19,4 cm x 12 cm
392 págs.
capa impressa a duas cores directas e relevo seco
exemplar estimado, capa suja; miolo limpo, parcialmente por abrir
57,00 eur (IVA e portes incluídos)

Livro que esteve na origem de um dos últimos vergonhosos julgamentos de intelectuais em Tribunal Plenário pouco tempo antes da queda da longa “primavera marcelista”. Construído à luz estilística da epistolografia de soror Mariana, põe em jogo, a três vozes, legítimas preocupações femininas por uma sociedade que teimava em modernizar-se e permitir que a mulher entrasse no mercado do trabalho em paridade com o homem, nomeadamente na repartição de tarefas e proventos; ou que a mulher tivesse sobre o seu corpo direitos próprios; etc.
O seu afrontamento ao Estado não conseguiu, todavia, que Ana Barradas incluísse qualquer das autoras no Dicionário Incompleto de Mulheres Rebeldes (Edições Antígona, Lisboa, 1998)...

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089