sexta-feira, março 31, 2017

Poesia (1944-1955)



MÁRIO CESARINY DE VASCONCELOS
desenho de João Rodrigues

Lisboa, s.d. [1961]
Delfos
1.ª edição
21 cm x 14,6 cm
360 págs. + 1 folha em extra-texto
exemplar estimado; miolo limpo
ostenta colado no verso da capa o ex-libris de Augusto Guimarães Amora
peça de colecção
110,00 eur (IVA e portes incluídos)

Não se pode dizer que o Estado Novo tenha tido descanso durante o ano de 1961: mal acabara de perder o domínio sobre um paquete da marinha mercante e de ver-se afrontado pelo romper das lutas pela independência nas colónias, que conduziram logo à derrota na Índia, e já no continente levava em cima com a, até então, obra completa de um poeta maior que as polícias traziam debaixo de olho. Reúne o volume livros inéditos do poeta, e outros menos, como Discurso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano, ou Pena Capital, ou Manual de Prestidigitação, ou Alguns Mitos Maiores Alguns Mitos Menores Propostos à Circulação pelo Autor. E é precisamente neste contexto bélico nacional que, finalmente, ganha força a cínica quadra «Discurso, I»:
«Quando aqueles que chegavam
olhavam os que partiam
os que partiam choravam
os que ficavam sorriam»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089