terça-feira, maio 23, 2017

O Fogo e as Cinzas



MANUEL DA FONSECA
capa de Victor Palla

Lisboa, s.d. [1953]
Editorial Gleba, Lda.
1.ª edição
16,1 cm x 11,2 cm
168 págs.
é o n.º 7 da notável colecção Os Livros das Três Abelhas *, criada e dirigida pelo próprio Palla e por Aurélio Cruz
exemplar estimado; miolo limpo
30,00 eur (IVA e portes incluídos)

Livro onde (ver Mário Sacramento, Há uma Estética Neo-Realista?, Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1968) o escritor, logo no conto de abertura, «[...] descreve a decadência de valores humanos que a infiltração do capitalismo trouxe à vila pelas mãos do comboio, e mitifica assim uma idade de oiro preexistente [...].
Quer dizer: o escritor, ao criar a personagem [...] procura apoios nos quadros do passado – do passado histórico e do passado literário –, a fim de estabelecer confrontos, definir antagonismos e desencadear conflitos. [...]»

* Por se tratar da mesma época, e de um rol de títulos que, na sua grande maioria, vieram afrontar a censura vigente, embora especulando não podemos deixar de ver elos de ironia entre o nome escolhido para a colecção e as três abelhas de uma insígnia da Mocidade Portuguesa Feminina. É óbvio que livros como os publicados nessa colecção só poderiam perturbar a branda moral das peúgas passajadas ao serão por mocitas filiadas num destino de procriação, domesticidade assexuada, cabeça baixa na presença dos maridos e denúncia intriguista de vizinhos ditos subversivos.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089