quinta-feira, junho 29, 2017

Sonetos do Cativo



DAVID MOURÃO-FERREIRA
ilustrações do pintor Noronha da Costa
capa e grafismo de Manuel Dias

Lisboa, Janeiro de 1974
Editora Arcádia, S.A.R.L.
1.ª edição
25,6 cm x 17,6 cm
72 págs. + 5 cromos em extra-texto (colados à cabeça)
impresso sobre papel superior amarelo
encadernação editorial em sintético com impressão a vermelho e dourado
exemplar como novo, parcialmente por abrir
é o n.º 326 de uma pequena tiragem de 500 exemplares numerados e assinados pelo Autor
valorizado pela afectuosíssima dedicatória manuscrita do Autor a destinatários que nem chegaram a abrir o livro para lê-lo
260,00 eur (IVA e portes já incluídos)

Trata-se de um dos mais expressivos conjuntos de versos de Mourão-Ferreira, que, já não sendo na altura inéditos, assumiam uma invulgar coesão simultaneamente linguística e de sentimento. A título demonstrativo, o pungente soneto «Entretanto»:

«Entre missas e mísseis teus irmãos
Entre medos e mitos teus amigos
Entretanto entre portas tu contigo
entretido a sonhar como eles vão

Entre que muros moram suas mãos
Entre que murtas montam seus abrigos
Entre quem possa ver deste postigo
entre que morros morrem de aflição

Entre murros enfrentam-se os mais tristes
Entre jogos ou danças proibidas
entre Deus e a droga os menos fortes

Entre todos e tu vê o que existe
Entreacto em comum somente a vida
Entre tímidas aspas já a morte.»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089