sexta-feira, julho 28, 2017

A Morte Espreita pela Janela


JAMES STRONG [GENTIL MARQUES]
«versão livre de Rui Santos»

Lisboa, s.d. [circa 1943]
Edição Romano Torres – João Romano Torres & C.ª
2.ª edição
19,5 cm x 12,6 cm
192 págs.
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível, por abrir
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Diz-nos Daniel Melo (pág. elect. «Romano Torres», 21 de Janeiro, 2014):
«[...] não eram só as capas que não eram assinadas, também os nomes que aí surgem [na colecção policial] eram em grande medida pseudónimos de autores portugueses disfarçados por nomes anglo-saxónicos... E isto tudo porque oficialmente não havia criminalidade em Portugal... E a censura funcionava. Como bem refere [José] Feitor (2010), esta colecção começou nos anos de 1940, “numa altura em que, oficialmente, não existia criminalidade em Portugal. Por isso todos os volumes eram assinados por nomes estrangeiros (embora na realidade a maioria fosse escrita por um casal português, Gentil Marques e Maria Amália Marques) e os enredos tinham lugar em locais distantes. As capas, impressas em offset em tons de azul, são de uma enorme pujança gráfica. Infelizmente, nenhuma está assinada”. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089