sexta-feira, julho 07, 2017

Brasil País do Futuro



STEFAN ZWEIG
trad. Odilon Gallotti
pref. Afrânio Peixoto

Porto, 1941
Livraria Civilização
1.ª edição
19,2 cm x 13,2 cm
368 págs.
encadernação em meia-francesa com sóbria gravação a ouro na lombada
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
carimbo e assinatura de posse no ante-rosto e na pág. 9
27,00 eur (IVA e portes incluídos)

O trágico Stefan Zweig (1881-1942) não necessita apresentação, mas são de transcrever algumas significativas palavras do seu prefaciador à vertente obra:
«[...] Não quis nada, nem condecorações, nem festas, nem recepções, nem discursos... Não quis nada.
A Baía desejou ser vista por êle e convidou-o. Ficou comovido, mas pôs condição: nem ajuda de custo, nem hospedagem oferecidas, nem recepção, conferência, nada. Gostava do Brasil, gostaria da Baía, não queria mais. Queria ver, sentir, pensar, escrever, livremente...
De tudo, êste livro, êste grande livro, livro de amor presente e esperança futura [...]. É o mais “favorecido” dos retratos do Brasil. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089