segunda-feira, julho 17, 2017

Poemas


EDMUNDO DE BETTENCOURT
pref. Herberto Helder
[capa de João da Câmara Leme]

Lisboa, 1963
Portugália Editora
1.ª edição
20,1 cm x 14,3 cm
XXXII págs. + 228 págs.
impresso sobre papel superior avergoado
exemplar estimado; miolo limpo
45,00 eur (IVA e portes incluídos)

Prefácio anti-estalinista, situando a criatividade de Bettencourt a milhas de qualquer espécie de ditado cultural. Na época em que foi publicado, acabou este livro por ser violentamente denegrido em público pelos neo-realistas, para gáudio do prefaciador, responsável pela sanha vociferante. Mais tarde, numa reedição deste livro, em 1999, lamenta-se Herberto Helder por, de algum modo, a sua provocação ao imperialismo vermelho, algo extemporânea naquele livro, haver remetido para segundo plano a atenção que os poemas de Bettencourt mereciam.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089