terça-feira, agosto 01, 2017

Por uma Portugalidade Renovada



ANTÓNIO DE SPÍNOLA

Lisboa, 1973
Agência-Geral do Ultramar
1.ª edição
23 cm x 16,1 cm
644 págs.
exemplar estimado; miolo irrepreensível
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

Da nota introdutória:
«[...] [referindo a Guiné] é lógico concluir que uma dada sociedade deixa de justificar-se quando impõe aos indivíduos que a compõem por contingências de nascimento um interesse colectivo definido à margem do consenso, perante o qual cada membro tenha de anular-se. Como qualquer homem tem o direito de aderir livremente à sociedade que melhor lhe permita realizar os seus fins, toda a assimetria entre o interesse colectivo assim imposto e o verdadeiro interesse social determina a deserção física nas sociedades abertas e a deserção psicológica nas sociedades dominadas. [...]
Transmudando estas considerações para o contexto das relações entre as várias comunidades que formam o Mundo Lusíada, impõem-se por isso clarificar o interesse nacional à luz do respeito pelos interesses das várias parcelas do Todo, com vista a garantir a sobrevivência de uma cultura através de um sistema de relações humanas que permita construir em bases sólidas um vasto espaço onde os Portugueses de todas as raças e credos vivam, convivam e se completem em harmoniosa arquitectura social.
Não o conseguiremos pela força das armas; é discutível que o consigamos aportuguesando o Mundo Lusíada [...].»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089