quinta-feira, agosto 10, 2017

Relação de uma Viagem a Venezuela, Nova Granada e Equador




CONSELHEIRO [M. M.] LISBÔA

Bruxelas, 1866
A. Lacroix, Verboeckhoven e C.ª, Editores
1.ª edição
23,8 cm x 15,9 cm
394 págs. + 1 folha dupla (mapa) + 29 folhas em extra-texto (sendo seis delas desdobráveis) + 8 págs. (pauta musical)
profusamente ilustrado
encadernação recente meia-francesa em pele e papel de fantasia com gravação a ouro na lombada
exemplar muito estimado; miolo limpo e parcialmente por abrir
conserva as capas de brochura
discreta rubrica de posse no canto superior direito do frontispício, pequena etiqueta de biblioteca no canto superior esquerdo da capa de brochura
peça de colecção com grande interesse científico
180,00 eur (IVA e portes incluídos)

Não é um livro de viagem turística. É o testemunho expedicionário de um observador que soube, por comparação, detectar a novidade nos usos e costumes, na religião, na geografia, na gastronomia, e até colher apontamento das culturas locais e das tecnologias práticas. Porque o Autor tinha em mente dar a conhecer – prioritariamente aos brasileiros – o «estado social e material dos paizes limitrophes», que, apesar de o serem, «são no Brasil inteiramente desconhecidos».

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089