quinta-feira, setembro 21, 2017

Do Desafio á Debandada


CARLOS MALHEIROS DIAS

Lisboa, 1912
Livraria Classica de A. M. Teixeira & C.ia
1.ª edição (ambos)
2 volumes (completo)
18,5 cm x 11,4 cm
[8 págs. + 336 págs.] + 386 págs.
subtítulos: I – O Pesadêlo; II – Chéque ao Rei...
impressos sobre papel avergoado
cartonagem editorial com gravação a ouro nas lombadas
exemplares muito estimados; miolo limpo
ambos os volumes ostentam o ex-libris de Francisco J. Martins
ostentam nos frontispícios a assinatura de posse do ex-ministro dos Assuntos Sociais, o falecido médico C[arlos Matos Chaves Mascarenhas de] Macedo
65,00 eur (IVA e portes incluídos)

«Constituem este livro as correspondencias que entre os mezes de abril e outubro deste mesmo anno [1912] escrevemos para o grande jornal brasileiro “Correio Paulistano”» – assim abre Malheiro Dias (1875-1941) o seu ante-prólogo, contextualizando os acontecimentos históricos (a contra-revolução monárquica) que a sua extensa obra vai relatar. – «Abrangem ellas o periodo emocionante inaugurado pela conspiração monarchica da Galliza com o repto de Paiva Couceiro e epilogado pelo seu mallogro na dabandada do Gerez. [...]
Cremos que este depoimento, embora imperfeito, tem o merito de consentir ao leitor entrevêr o que, em dias ainda distantes, será a Historia da Fundação da Republica, quando a escreva um historiador já por completo insensivel ás humanas paixões dos contemporaneos.
Lisongeamo-nos de haver obtido na analyse dos sucessos a previsão rigorosa do seu encadeamento. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089