segunda-feira, dezembro 25, 2017

Orpheu 1 [junto com] Orpheu 2 [junto com] Orpheu 3



[Lisboa, Janeiro-Fevereiro-Março, Abril-Maio-Junho (e segs.) de 1915
dir. Fernando Pessôa e Mario de Sá-Carneiro
ed. Antonio Ferro]
Lisboa, 1959, 1976 e 1984
Edições Ática [1.ª reedição]
3 volumes (colecção completa)
20 cm x 14,3 cm
[LIV págs. + 114 págs. + 8 folhas em extra-texto] + [LXVIII págs. + 128 págs. + 3 folhas em extra-texto] + [6 págs. + LII págs. + 104 págs.]
ilustrados
exemplares em bom estado de conservação; miolo limpo
120,00 eur (IVA e portes incluídos)

Os dois primeiros volumes têm Maria Aliete Dores Galhoz como prefaciadora, o terceiro é apresentado por Arnaldo Saraiva.
Disse Almada Negreiros (Orpheu 1915-1965, Ática, 1993), em memória da criação da revista:
«[...] De mais extraordinário não vejo senão que tenha sido um movimento os nossos encontros pessoais entre companheiros de revista.
[...] Até este momento nada mais disse que “Orpheu” tinha sido o nosso encontro actual das letras e da pintura. É tudo o que queria ter dito. A continuar seria isto mesmo no resultado do “Orpheu”. Nenhuma geração post “Orpheu” se acusa no da pintura não separada do seu encontro com as letras. “Orpheu” continua. [...]
O selo do “Orpheu” era a modernidade. Se quiserem, a vanguarda da modernidade. A nossa vanguarda da modernidade. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089