domingo, abril 15, 2018

Os Protocolos dos Sábios de Sião


[ANÓNIMO]
pref. Francisco Ferreira

s.l. [Porto], 1976
Propaganda, Lda.
1.ª edição [na vertente editora]
18,5 cm x 11,7 cm
160 págs.
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
25,00 eur (IVA e portes incluídos)

Publicados em Moscovo no início do século XX, no centro da agitação social que conduziu à Revolução de Outubro, por dois editores – Kruchevan e Butmi – ligados à polícia secreta do czar e co-fundadores de uma milícia encarregue de assassinar socialistas e democratas, trata-se de uma falsificação (ou plágio distorcido) de um texto seminal para a crítica do poder de Estado, o Dialogue aux Enfers entre Machiavel et Montesquieu de Maurice Joly, impresso clandestinamente em 1864 na Bélgica. Consta, este libelo original, da descrição dos sistemas governativos dos Estados modernos, que se baseiam numa permanente conspiração oculta, no sentido de suprimir a consciência da servidão nas economias de mercado e manter a ordem. O autor foi de imediato preso. E a prova de fogo da sua obra residiu na necessidade histórica que os regimes autocráticos desse século (e a mais recente fascização social) tiveram em reformulá-la a seu bel-prazer sempre que se impôs liquidar revoltas e resolver “crises” financeiras. Nestes Protocolos, a forte referência a um anti-semitismo básico e arcaico vai de par com o ódio ao livre-pensamento: Hitler e o industrial Henry Ford de mãos-dadas no ódio.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089