quinta-feira, dezembro 21, 2017

A Arte de Continuar Português


ANTÓNIO QUADROS

Lisboa, 1978
Edições do Templo
1.ª edição
20,8 cm x 14,8 cm
248 págs.
subtítulo: Ensaios e textos polémicos
exemplar em muito bom estado de conservação, sem sinais de quebra na lombada; miolo irrepreensível
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR AO JORNALISTA JOSÉ VACONDEUS DATADA DE 25 DE ABRIL DE 1978
37,00 eur (IVA e portes incluídos)

Da contracapa, exemplo da defesa do país retrógado, com que o sr. Quadros sonha ainda em 1978, uma espécie de Albânia fascista aquém-Castela-e-Guadiana:
«[...] A responsabilidade directa na crise do Estado e na crise nacional subsequentes à queda da ditadura pertence decerto ao M.F.A. [Movimento das Forças Armadas] marxista e aos dirigentes políticos que o apoiaram, mas não podemos esquecer que tudo foi possível devido ao complexo de inferioridade e ao complexo de Thanatos que cresciam cancerigenamente no tecido inconsciente deste povo, capitães e políticos incluídos, complexos inflacionados por uma “inteligentsia” apátrida que andou um século a cultivar o snobismo da crítica destrutiva a tudo quanto de característico constitui fundamento da estrutura cultural portuguesa, deixando-nos pois extraordinariamente vulneráveis a todas as formas de agressão ideológica e de colonização político-cultural que sobre o país se exerceram. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089