terça-feira, março 31, 2020

Volante Verde



ANTÓNIO RAMOS ROSA
capa de José Escada

Lisboa, 1986
Moraes Editores
1.ª edição
202 mm x 150 mm
116 págs.
capa impressa a negro com rótulo colado impresso a uma cor directa
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível
30,00 eur (IVA e portes incluídos)

É um dos bons livros do poeta António Ramos Rosa, emparelhando facilmente com As Marcas no Deserto (versão primitiva, de 1978), ou com O Incêndio dos Aspectos, ou com o esplendoroso Ciclo do Cavalo. Uma estância apenas:
«[…] A leitora abre o espaço num sopro subtil.
Lê na violência e no espasmo da brancura.
Principia apaixonada, de surpresa em surpresa.
Ilumina e inunda e dissemina de arco em arco.
Ela fala com as pedras do livro, com as sílabas da sombra. […]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089