quarta-feira, julho 29, 2015

A Burguezinha


A. M. LOPES DO REGO
pref. Aquilino Ribeiro

Lisboa, 1925
Livraria Aillaud & Bertrand (deposit.)
1.ª edição
19 cm x 13,2 cm
258 págs.
exemplar estimado, restauro na lombada; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Do generoso prefácio de Aquilino:
«[...] Essa figura da burguesita, caprichosa, levemente romanesca, cheia de mimo, um tudo-nada voluptuosa, contraditória e malcriada, depara-se-me como o feliz padrão das mil e uma carochinhas que enxameiam pelo mundo.
[...] Pelo contêxto, pelo desfecho risonho “foram felizes e tiveram muitos filhos”, pelo tom de rosa, pela vivacidade expontânea de certos diálogos, êste livro está destinado a fazer as delícias dum público que só pede ao artista umas horas embevecidas e romançosas. E por aqui lhe vaticino um êxito tão vasto como o da Rosa do Adro [de Manuel Maria Rodrigues, editado em 1870].»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


terça-feira, julho 28, 2015

De la Propriété



A. [ADOLPHE] THIERS

Paris, 1849 [aliás, 1848]
Paulin, Lheureux et Cie, Éditeurs
«édition populaire a un franc» [1.ª edição]
16,5 cm x 11,3 cm
4 págs. + IV págs. + 388 págs.
subtítulo: Publiée sous les auspices du Comité Central de l’Association pour la Défense du Travail National
bonita encadernação antiga em meia-inglesa com invulgar gravação a ouro na lombada
aparado, corte carminado à cabeça
conserva as capas de brochura
exemplar muito estimado; miolo limpo
discreta assinatura de posse no ante-rosto
ostenta colado no verso da pasta anterior o ex-libris de Afonso Lucas
peça de colecção
75,00 eur (IVA e portes incluídos)

Adolphe Thiers (1797-1877), responsável pelo cerco e esmagamento da Comuna de Paris em 1871, foi, na sequência do sucedido, eleito presidente da República, cargo que aceitou na esperança de um regresso a um regime de monarquia constitucional. Teve no anarquista Pierre-Joseph Proudhon o seu inimigo de estimação, e são mesmo as posições teóricas do livro deste último Qu’Est-ce que la Propriété?, publicado em 1840, o principal motivo aqui contraditado por Thiers.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


segunda-feira, julho 27, 2015

Lautréamont



GASTON BACHELARD

Paris, 1963
Librairie José Corti
s.i. («nouvelle édition augmentée»)
texto em francês
18,8 cm x 12 cm
160 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
assinatura de posse do escritor surrealista Ricarte-Dácio
22,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

O Sonho do Tio


FÉDOR DOSTOIEWSKY
trad. Domingos Monteiro
capa de João [Carlos]

Lisboa, s.d. [1942]
Editorial «Gleba», L.da
1.ª edição
19,3 cm x 13,2 cm
192 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Do Prefácio do tradutor:
«[...] circunstância curiosa que acompanha a elaboração do Sonho do Tio é ter sido escrito êste livro ao mesmo tempo que preparava o material necessário para a redacção de uma das suas obras fundamentais e porventura a mais sombria de tôdas: Recordação da Casa dos Mortos. De facto, êle passara 4 anos num presídio siberiano, sujeito, entre outras, à tortura de não poder ler nem escrever, isto depois de ter sido condenado à morte (como é sabido, a sentença só foi suspensa quando êle se encontrava já em frente do pelotão de execução) [...]»
E se a Casa dos Mortos vai ser povoada por alguns dos mais sinistros personagens da literatura ocidental, já O Sonho do Tio não passou de um incontornável exercício literário preparatório para a grande obra negra, não por acaso escrito num registo de comédia.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


sexta-feira, julho 24, 2015

poesía – Revista Ilustrada de Información Poética


Madrid, n.º 7-8, Maio de 1995
dir. Gonzalo Armero
Ediciones Siruela / Ministerio de Cultura
2.ª edição [1.ª ed., 1980]
[número duplo especial dedicado a Fernando Pessoa]
título: Fernando Pessoa en Palabras y en Imágenes
27 cm x 21 cm (formato de álbum)
268 págs.
profusamente ilustrada
exemplar como novo sem qualquer sinal de quebra na lombada; miolo limpo
45,00 eur (IVA e portes já incluídos)

Com selecção de textos, tradução e notas de José Antonio Llardent, trata-se de uma notável e diversificada apresentação do poeta no estrangeiro. Para além da representativa antologia, uma boa articulação das imagens reproduzidas com a cronologia bio-bibliográfica na abertura do volume, uma correcta inserção de comentários de escritores e estudiosos, etc. E para aqueles que queiram abalançar-se a visitar os lugares “de culto” onde o poeta viveu ou frequentou, uma planta da cidade de Lisboa devidamente assinalada, seguida das reproduções fotográficas desses locais, constituem precioso auxílio.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


quinta-feira, julho 23, 2015

O Azeite


ANTONIO PEREZ DURÃO, engenheiro agrónomo

Lisboa, 1930
Livraria Clássica Editora de A. M. Teixeira & C.ª (Filhos)
1.ª edição
19 cm x 12,5 cm
200 págs. + 6 págs. em extra-texto (anunciantes)
subtítulo: Fabricação, Conservação e Comércio
ilustrado no corpo do texto
exemplar estimado, defeitos na lombada; miolo limpo
valorizado pela dedicatória manuscrita do Autor
27,00 eur (IVA e portes incluídos)

«O azeite é um dos ex-libris da chamada Dieta Mediterrânica, sendo desde tempos imemoriais um elemento importante nos cuidados de saúde e de beleza dos povos do Mediterrâneo e, hoje, de todos os povos do mundo.
[...] Nesses tempos idos o azeite tinha mil usos. Da iluminação à medicina, da cosmética à religião, onde, dirão os mais cínicos, o seu papel na economia da época o consagrou como óleo santo. Os livros de medicina antigos descrevem o azeite como um excelente emoliente, laxante, colagogo e diurético.
Mais documentavam sobre o seu papel na redução da tensão arterial e da glicemia [...], bem como da sua contribuição para resolver os processos inflamatórios. Destas virtudes, e mais algumas, apenas a ciência mais recente pode explicar aquilo que os antigos apenas adivinhavam nos seus efeitos generosos. [...]» (Fonte: Alva Seixas Martins, «Saúde e beleza num fio de azeite», in aa.vv., O Azeite em Portugal, Edições Inapa, Lisboa, 2002)

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Tecnologia da Palmeira do Azeite (Elaeis guineensis)


MARIO JULIO NEVES DA FONTOURA

Lisboa, 1914
Instituto Superior de Agronomia
1.ª edição
26,3 cm x 18,5 cm
66 págs.
subtítulo: Dissertação inaugural apresentada e defendida
exemplar manuseado mas aceitável; miolo limpo
valorizado pela dedicatória manuscrita do Autor a Mário Vieira de Sá
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Trata-se de um trabalho de investigação em torno da origem, produção e tratamento do vulgarmente conhecido óleo de palma, produto da palmeira do dendém, cuja cultura se estende pela África Ocidental, de Cabo Verde e Guiné a Benguela (Angola) e ao Congo.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Meditação aos pés da columna de D. Pedro IV


EUGENIO DE CASTILHO

Lisboa, 1870
Typographia Lusitana
1.ª edição
23 cm x 15,5 cm
4 págs.
folhinha encasada na capa sem qualquer costura
exemplar estimado, com discretos restauros; miolo limpo
30,00 eur (IVA e portes incluídos)

«[...] D. Miguel era a noite, a treva milanaria,
o despotismo cru, o negro cadafalso,
a cruz mudada em jugo, a garra tumultuaria,
o direito da força, atroz, absurdo, falso.
[...]
D. Pedro era o porvir, era a Paz, a Harmonia,
o laço que ligava a antiga á nova idade,
era a cruz sobre o altar, a aurora d’este dia,
resplendente de luz, de inteira liberdade. [...]»

Assim, dialecticamente, canta o poeta (filho de António Feliciano de Castilho) as virtudes daquele que mais se expôs na defesa da primeira Constituição nacional.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


quarta-feira, julho 22, 2015

Portugal Colonial


ERNESTO J. [JÚLIO] DE C. [CARVALHO] E VASCONCELLOS

Lisboa, s.d. [1918]
Livraria Profissional
1.ª edição
19,1 cm x 13,2 cm
128 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
discreta assinatura de posse na capa e no frontispício carimbos de Armando Quartin Graça
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Portugal | Cabo Verde



Porto, s.d. [circa 1930]
s.i. (Lito. Nacional)
[1.ª edição]
texto em francês
22 cm x 11,1 cm
8 págs.
ilustrado
impresso a sanguínea e policromia
acabamento com dois pontos em arame
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Folheto de teor histórico e geo-humano destinado a dar a conhecer entre estrangeiros a colónia de Cabo Verde. Inclui o respectivo mapa e reportagem fotográfica significativa.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Portugal | S. Thomé e Principe



Porto, s.d. [circa 1930]
s.i. (Lito. Nacional)
[1.ª edição]
texto em francês
22 cm x 11,1 cm
8 págs.
ilustrado
impresso a sanguínea e policromia
acabamento com dois pontos em arame
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Folheto de teor histórico e geo-humano destinado a dar a conhecer entre estrangeiros a colónia de São Tomé e Príncipe, não sem referir ainda a fortaleza de São João Baptista de Ajudá, ou feitoria de Ajudá, situada na costa africana, e perdida a favor do Benin em 1960. Inclui os respectivos mapas e reportagem fotográfica significativa.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


terça-feira, julho 21, 2015

O Samovar e outras páginas africanas


JOAQUIM PAÇO D’ARCOS
pref., notas e escolha de Nuno Bermudes
ilust. José Pádua

Lisboa, 1972
Agência-Geral do Ultramar
1.ª edição
22,2 cm x 16,4 cm
176 págs. + 1 folha em extra-texto
ilustrado
exemplar como novo, por abrir
30,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Os Melhores Contos


JOAQUIM PAÇO D’ARCOS
selec. e pref. Hernâni Cidade

Lisboa, 1963
Editora Arcádia Limitada
1.ª edição (da colectânea)
20,9 cm x 14,5 cm
180 pags.
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes já incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


A Floresta de Cimento


JOAQUIM PAÇO D’ARCOS
capa de José Rocha

Lisboa, 1953
Guimarães Editores
1.ª edição
21,8 cm x 16 cm
444 págs.
subtítulo: Claridade e Sombras dos Estados Unidos
exemplar estimado; miolo limpo
27,00 eur (IVA e portes incluídos)

Na peugada de António Ferro, de Jorge Segurado, de Guilherme Pereira da Rosa e de alguns outros, Paço d’Arcos rentabiliza em literatura uma sua viagem aos Estados Unidos. No vertente caso, as apreciações moralizadoras dos costumes dão o tom à crítica da democracia norte-americana:
«[...] A criminalidade custa ao país dez mil milhões de dólares por ano [...].
Os pais e a sociedade em geral são os grandes responsáveis por este estado de coisas. Os pais quase não têm intervenção na educação dos filhos. Desde muito novos, estes andam totalmente à solta e o convívio familiar é quase nulo. As influências que pesam sobre os adolescentes são poderosas e perturbadoras; as raparigas, quase garotas, partilham já com os rapazes, no conchego dos automóveis que uns e outros conduzem e na vida muito livre, conhecimentos e prazeres sexuais. [...]»
Bom, o mesmo talvez não pudesse dizer-se então de uma Alemanha em que os jovens ocupavam a adolescência a denunciar os pais às autoridades nazis...

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


A Floresta de Cimento

 

JOAQUIM PAÇO D’ARCOS

Lisboa, 1956
Guimarães Editores
2.ª edição
213 mm x 152 mm
448 págs.
subtítulo: Claridade e Sombras dos Estados Unidos
exemplar estimado; miolo limpo
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Diário dum Emigrante



JOAQUIM PAÇO D’ARCOS
capa de Stuart

Lisboa, 1942
Parceria António Maria Pereira
3.ª edição
19 cm x 13 cm
310 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
assinaturas de posse na folha de ante-rosto e na pág. 9
17,00 eur (IVA e portes já incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Confissão e Defesa do Romancista



JOAQUIM PAÇO D’ARCOS

Lisboa, 1946
Parceria A. M. Pereira
2.ª edição [em livro]
19,2 cm x 12,8 cm
132 págs.
exemplar muito estimado; miolo limpo, por abrir
conserva intacta a cinta promocional
valorizado pela dedicatória manuscrita do Autor ao diplomata, escritor e jornalista Guilherme de Ayala Monteiro
40,00 eur (IVA e portes incluídos)

Reunião de duas conferências – O Romance e o Romancista e a que dá título ao vertente livro – anteriormente editadas na revista Ocidente.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Carnaval e Outros Contos


JOAQUIM PAÇO D’ARCOS

Lisboa, 1958
Guimarães Editores
1.ª edição
19,4 cm x 12,5 cm
288 págs.
exemplar muito estimado; miolo limpo
22,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Carnaval


JOAQUIM PAÇO D’ARCOS
capa de Infante do Carmo

Lisboa, 1967
Guimarães Editores
2.ª edição
18,8 cm x 12,6 cm
292 págs.
subtítulo: E outros contos
exemplar estimado, sem qualquer sinal de quebra na lombada; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Memórias duma Nota de Banco

 

JOAQUIM PAÇO D’ARCOS
capa de Infante do Carmo

Lisboa, 1962
Guimarães Editores
2.ª edição
190 mm x 125 mm
288 págs.
exemplar estimado; miolo irrepreensível
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR «AOS EMBAIXADORES SENHORA D. MARIA AMÉLIA E EDUARDO VIEIRA LEITÃO»
30,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Memórias duma Nota de Banco


JOAQUIM PAÇO D’ARCOS
capa de Infante do Carmo

Lisboa, 1962
Guimarães Editores
1.ª edição
19 cm x 12,5 cm
288 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
27,00 eur (IVA e portes incluídos)

De um excerto do romance, na badana (badana onde, aliás, também pode ler-se um elogio ao escritor do regime, Joaquim Paço d'Arcos, assinado pelo comunista Óscar Lopes):
«[...] Sempre ouvi as minhas companheiras dizer que o regresso ao ponto de partida representa a certa altura, para nós, pobres notas de Banco, a aproximação do fim. Como o aprenderam elas, ignoro-o. Está na tradição oral da nossa espécie. A segurança dessa tradição e umas palavras ontem escutadas levam-me a recear que estejam contados os meus dias [...]»
Mal sabia o Autor que o mesmo ia acontecer a um bilhetinho por ele entregue na Censura, em 1971, solicitando aos censores que o protegessem de muito possíveis ataques da crítica... (vd. o periódico & etc, n.º 23, Junho de 1974).

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

A Dolorosa Razão duma Atitude


JOAQUIM PAÇO D’ARCOS

Lisboa, 1965
Ed. Autor
2.ª edição
19 cm x 12,1 cm
24 págs.
subtítulo: Para a história da Sociedade Portuguesa de Escritores e do seu fim
exemplar em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Joaquim Paço d’Arcos – presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Escritores na altura em que polícia política do Estado Novo assaltou, vandalizou e encerrou as respectivas instalações, motivada pela atribuição de um prémio literário a Luandino Vieira, então preso no Tarrafal – vem neste seu breve texto tentar limpar-se de, juntamente com Luís Forjaz Trigueiros, não ter sido solidário nessa escolha, um prémio que, reconhecia-o ele próprio, servia nomeadamente para, «[...] no instante em que [...] era anunciado[,] as agências telegráficas estrangeiras comunica[rem] para o mundo, em telegramas redigidos em inglês e francês, [...] ter a Sociedade Portuguesa de Escritores acabado de atribuir o Grande Prémio de Novelística a um preso condenado a catorze anos de prisão por actividades subversivas. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Dez Anos de Política Social, 1933-1943


INSTITUTO NACIONAL DO TRABALHO E PREVIDÊNCIA

Lisboa, 1943
Edição do Sub-Secretariado de Estado das Corporações e Previdência Social
1.ª edição
26,2 cm x 19,5 cm
2 págs. + 186 págs. + 60 págs. em extra-texto + 53 folhas em extra-texto + 35 desdobráveis em extra-texto
ilustrado
capa a três cores directas e relevo seco, miolo impresso sobre papel superior creme
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
60,00 eur (IVA e portes incluídos)

Relatório de dez anos de intervenção estatal corporativa.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


domingo, julho 19, 2015

Oração Gratulatória Pronunciada pelo Rev. Padre Donaciano de Abreu Freire, na Igreja de S. Domingos, por Ocasião do “Te-Deum” Mandado Celebrar pelo Delegado do Brasil às Comemorações Centenarias de Portugal


DONACIANO DE ABREU FREIRE, padre

Lisboa, 10 de Junho de 1940
s.i. [Soc. Nac. de Tip.]
1.ª edição
18,1 cm x 11,7 cm
16 págs.
acabamento com um ponto em arame
exemplar em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Pátria Antiga


CORREIA PINTO, cónego

Porto, 1940
Livraria Lopes da Silva
1.ª edição
19 cm x 12,6 cm
24 págs.
subtítulo: Alocução proferida no Te-Deum promovido pelo Senhor Bispo do Pôrto, para solenizar a Comemoração Centenária da Independência de Portugal. 4-VI-1940
acabamento com dois pontos em arame
corte do miolo serrilhado
exemplar em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Subsídios para uma Bibliografia das Comemorações Centenárias


CARLOS GALVÃO SIMÕES [org.]

Lisboa, 1945 e 1947
Edição da Revista «Ocidente»
1.ª edição
2 volumes (completo)
25,5 cm x 18,5 cm
492 págs. (numeração contínua): [4 págs. + 228 págs.] + [2 págs. + 264 págs.]
subtítulos: [a] Tômo I – A a K; [b] Tômo II – K a X e Suplemento
exemplares estimados, capas com pequenas manchas de antiga humidade; miolo limpo, por abrir
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


A Revolução Nacional – 14 Anos de Grandes Realizações


Lisboa, 1940
Edições SPN
1.ª edição
20,1 cm x 16 cm
34 págs.
subtítulo: 28 de Maio de 1926 a 28 de Maio de 1940
acabamento com um ponto em arame
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Antigamente era costume apresentar à nação resultados, ao fim de uma década, ao fim de catorze anos, e fazer desses mesmos conseguimentos, verdadeiros alguns, falsos outros, uso e abuso de propaganda. Tal como hoje. Com a diferença de que, actualmente, isso ocorre todos os quatro anos sob a forma nebulosa de grande resumo, e todos os dias sob a forma noticiosa de promessa.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Ano X


OLIVEIRA SALAZAR

Lisboa, 1936
Edições SPN
1.ª edição
20 cm x 15 cm
24 págs.
subtítulo: Discursos Pronunciados em Braga e em Lisboa a 26 e 28 de Maio de 1936
da colecção O Pensamento de Salazar
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
25,00 eur (IVA e portes incluídos)

Contém este voluminho o célebre discurso de Braga, em que Salazar resume, «[...] contra tôdas as desordens passadas e tôdas as desordens futuras, a única revolução necessária. [...]» Uma “revolução” estribada na força e numa duradoura vigilância policial, de forma a, assim, «[...] restituír [às almas dilaceradas pela dúvida e o negativismo do século] o confôrto das grandes certezas. Não discutimos Deus e a virtude; não discutimos a Pátria e a sua História; não discutimos a autoridade e o seu prestígio; não discutimos a família e a sua moral; não discutimos a glória do trabalho e o seu dever. [...] Glória ao Exército! [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


quarta-feira, julho 15, 2015

Saibam Quantos...


ALBERTO CORREIA
ilust. Carlos Carneiro

Porto, 1954
Sociedade dos Tecidos Nobilis, Lda.
1.ª edição
19,7 cm x 17,1 cm
36 págs. (não numeradas)
profusamente ilustrado a cor no corpo do texto
impresso sobre papel creme de gramagem superior
exemplar em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível
peça de colecção
40,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


O Bicho da Seda


LAURENT DE L’ARBOUSSET

Porto, 1900
Livraria Chardron de Lello & Irmão, L.da, editores
1.ª edição
18,2 cm x 12,2 cm
240 págs.
subtítulo: Historia – A Amoreira. Trato do Sirgo – Casulação – Selecção das Sementes. Crusamentos – O Sirgo Portuguez. Regeneração da Sericultura Nacional
ilustrado no corpo do texto
elegante encadernação editorial em tela encerada impressa a duas cores nas pastas e na lombada
folhas-de-guarda impressas
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
30,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Industria da Seda


[JOÃO FAUSTINO MASONI DA COSTA]

Lisboa, s.d. [1906]
Bibliotheca de Instrucção Profissional
1.ª edição
22,4 cm x 15,6 cm
4 págs. + 118 págs.
profusamente ilustrado no corpo do texto
encadernação editorial em tela encerada (A. David Enc.) com gravação a negro em ambas as pastas e na lombada, cantos redondos, corte das folhas carminado
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
30,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Estudos


JOAQUIM HENRIQUES FRADESSO DA SILVEIRA

Lisboa, 1872
Imprensa Nacional
1.ª edição
16,5 cm x 11 cm
6 págs. + 2 págs. (cortina) + 32 págs. + 2 págs. (cortina) + 32 págs. + 2 págs. (cortina) + 32 págs. + 2 págs. (cortina) + 32 págs. + 2 págs. (cortina) + 32 págs. + 2 págs. (cortina) + 40 págs. + 2 págs. (cortina) + 34 págs. + 2 págs. (cortina) + 32 págs.
subtítulos: I – O ensino primario na Belgica; II – O ensino agricola na Belgica; III – As officinas-escolas das Flandres; IV – Associações de soccorros; V – Sociedades cooperativas na Allemanha, na Inglaterra e na Belgica; VI – Estatistica da industria e do commercio de Portugal; VII – O estado e as exposições; VIII – A questão de fazenda em Portugal
exemplar muito estimado, pequenas falhas de papel na lombada; miolo irrepreensível
45,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Noções Elementares Sobre a Cultura das Amoreiras e a Creação dos Bichos da Sêda para servir de guia aos sericultores



FRANCISCO DE AZEREDO TEIXEIRA DE AGUILAR, conde de Samodães

Porto, 1865
Typographia do Jornal do Porto
[1.ª edição ?]
18 cm x 10,8 cm
124 págs.
encadernação moderna em seda; conserva apenas a contracapa da brochura com pequenas falhas de papel periféricas
exemplar estimado; miolo limpo
45,00 eur (IVA e portes incluídos)

Teixeira de Aguilar exerceu, nos finais do século XIX, o cargo de Governador Civil no Porto e, mais tarde, o de Secretário de Estado dos Negócios da Fazenda. Tendo sido, na juventude, notório interveniente militar nas lutas contra o chamado movimento da Maria da Fonte, vamos encontrá-lo aos 75 anos de idade, em 1903, na formação e direcção do Partido Nacionalista.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Campanha do Trigo


M. J. LOUREIRO FERREIRA
MARTINHO DE FRANÇA PEREIRA COUTINHO

Lisboa, 1930
Serviço de Publicidade Agrícola do Ministério da Agricultura
[1.ª edição]
23,4 cm x 18,1 cm
72 págs.
subtítulo: Doenças e Pragas dos Cereais: Doenças dos cereais causadas por fungos – Principais insectos parasitas dos cereais
ilustrado
exemplar estimado, restauro na lombada; miolo limpo, últimas oito folhas manchadas à margem sem atingir o texto
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


terça-feira, julho 14, 2015

Contos de Portugal



VIRGINIA DE CASTRO E ALMEIDA

Lisboa, 1926
J. Rodrigues & C.ª
1.ª edição
19,5 cm x 13,3 cm
128 págs.
subtítulo: Traz-os-Montes, Beira-Baixa
exemplar estimado; miolo limpo
ocasionais carimbos da Sociedade de Língua Portuguesa
juntou-se cartão-de-visita com dedicatória manuscrita da Autora a Agostinho de Campos
40,00 eur (IVA e portes incluídos)

Virgínia de Castro e Almeida (1874-1945), escritora modelar e prolífica do Estado Novo, «de timbre explicitamente nacionalista», que sempre, nas obras de sua autoria, cultivou um «sentimento de portugalidade, onde o culto da chefia e a passividade ante esta emergem com clareza». (Fonte: Nuno Medeiros, Edição e Editoras – O Mundo do Livro em Portugal, 1940-1970, Imprensa de Ciências Sociais, Lisboa, 2010)

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


O Filho dos Moleiros


Z. C. (Marquesa de Valverde, Espanha)
ilust. A. Rama da Silva

Lisboa, 1950
Casa Holandesa, Lda.
1.ª edição
20,4 cm x 13,3 cm
32 págs.
profusamente ilustrado no corpo do texto
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
carimbo do Centro Infantil Helen Keller no ante-rosto
25,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


segunda-feira, julho 13, 2015

Ilha da Madeira


FERREIRA DE ANDRADE

Lisboa, 1962
Olisipo / Editorial Publicações Turísticas
[1.ª edição ?]
edição em português, francês, inglês, alemão e espanhol
n.º 7 da Colecção Turismo
16,5 cm x 12,2 cm
80 págs. + 46 págs. em extra-texto
impresso em rotogravura
profusamente ilustrado a preto e a cor
exemplar estimado; miolo limpo
20,00 eur (IVA e portes incluídos)



pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

História da Descoberta das Ilhas

[AIRES] JACOME CORRÊA, marquez de

Coimbra, 1926
Imprensa da Universidade
1.ª edição
25,3 cm x 16,5 cm
4 págs. + 224 págs.
composto manualmente em Elzevir e impresso sobre papel avergoado
exemplar em bom estado de conservação; miolo por abrir
80,00 eur (IVA e portes incluídos)

O marquês, de origem açoreana, notabilizou-se como historiador ilhéu e a ele se deve, entre 1918 e 1921, a existência da Revista Micaelense – História, ciência, artes e letras, a que não foi alheia a tipografia Gráfica, propriedade do dito. Pode dizer-se que as primeiras três décadas do século XX cultural dos Açores ficaram marcadas pela sua acção intelectual e de mecenas.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Memorias – O Romance dos Meus Amores


[AIRES] JACOME CORRÊA, marquez de

Lisboa, 1927
Livraria Clássica Editora de A. M. Teixeira & C.ª (filhos)
1.ª edição
19 cm x 12,2 cm
276 págs.
subtítulo: 1925-1926
exemplar como novo, por abrir
40,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

domingo, julho 12, 2015

E Tudo Se Transformou...


[ANÓNIMO]

Lisboa, s.d. [1946]
Edições SNI
1.ª edição
24,4 cm x 17,9 cm
32 págs.
subtítulo: Pequenina História de Vinte Anos
profusamente ilustrado
impresso a duas cores sobre papel superior creme
exemplar muito estimado; miolo limpo
peça de colecção
37,00 eur (IVA e portes incluídos)

Versão infantil da ditadura do Estado Novo.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Textos de Salazar Sobre Política Ultramarina e Mensagens dos Chefes de Estado


OLIVEIRA SALAZAR
et alii

Lisboa, 1955 [aliás, 1954]
Documentação Política
1.ª edição
17,9 cm x 12,9 cm
384 págs.
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo, por abrir
22,00 eur (IVA e portes incluídos)

Da nota editorial:
«Publicou-se esta edição de textos de Salazar sobre política ultramarina e mensagens dos Chefes de Estado para assinalar a primeira viagem presidencial ao Ultramar de Sua Excelência o Senhor General Francisco Higino Craveiro Lopes em Maio-Junho de 1954.»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Tratado Ilustrado de Leis de Futebol




MARQUES DE MATOS
ilust. do escultor Álvaro Camarinha

Coimbra, 1963-1964
[ed. Autor]
1.ª edição
2 volumes (completo)
25,7 cm x 19,4 cm
1.116 págs. (numeração contínua) + 4 folhas em extra-texto + 3 desdobráveis em extra-texto
subtítulo: Guia Universal para Uso dos Árbitros de Futebol – Leis do Jogo e Decisões do “International Football Association Board” (Compilação. Esclarecimentos e notas a todas as Leis. Alguns comentários de ordem técnica e jurídica.)
profusamente ilustrados
impressão do miolo a mimeógrafo
encadernações em meia-francesa com lombada e cantos em pele, gravação a ouro
conservam as capas de brochura
exemplares em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível
75,00 eur (IVA e portes incluídos)

São as regras do “desporto rei” nos anos 60 do século passado, trabalho ensaístico a que foi atribuído, em 1965, o Prémio Ribeiro dos Reis sob a égide da Comissão Central dos Árbitros de Futebol. Obra rara, e um inestimável instrumento de estudo teórico.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089