terça-feira, março 30, 2021

Á Procura dos Ovarios…

 

JOSÉ GARRANA, texto
FERNANDO PADUA, música


Lisboa, 1908
Bibliotheca das Meninas Que Fumam… [ed. autores]
1.ª edição
225 mm x 140 mm
32 págs.
subtítulos: Aventuras d’um espermatozoide – Revista medico-recreativa n’um acto e tres quadros – Obra approvada pela Liga Anti pornographica para uso das escolas do sexo feminino, freiras, enfermeiras, parteiras e mais donzellas
acabamento com um ponto em arame
exemplar estimado; miolo irrepreensível
RARA PEÇA DE COLECÇÃO
120,00 eur (IVA e portes incluídos)

Trata-se da participação carnavalesca dos «quinhentistas de medicina» na festa que teve lugar no Teatro da Trindade.

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

A Amante de Jesus

 

ALFREDO GALLIS

Lisboa, 1910
Livraria Classica Editora de A. M. Teixeira & C.ta
2.ª edição («revista e corrigida pelo auctor»)
190 mm x 123 mm
308 págs.
exemplar estimado, capa suja; miolo limpo
40,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

segunda-feira, março 29, 2021

Na “Fermosa Estrivaria”

 

JOAQUIM MADUREIRA (BRAZ BURITY)

Lisboa, 1912
Livraria Classica Editora de A. M. Teixeira & C.ta
1.ª edição
192 mm x 114 mm
368 págs.
subtítulo: Notas d’um Diario Subversivo – 1911
impresso sobre papel superior avergoado
exemplar estimado, capa suja; miolo limpo
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

O dito do Cavaleiro de Oliveira acerca da Lisboa setecentista, onde os cidadãos se tratariam entre si com a falta de urbanidade de verdadeiras cavalgaduras, é aqui recuperado pelo humorista, que em género de diário político vai esboçando o retrato trágico de uma época histórica perdida:
«[...] sabidas as contas, embora isso pése á florida rhetorica vermelha, não era, na verdade, um regimen que collectivamente nos opprimia – era uma cilha que brutalmente nos apertava; sobre a sociedade portugueza não pairava, realmente, como espectro, a entoar-lhe os responsaes da agonia, uma crise politica que a embaraçava, uma crise moral que a abandalhava ou uma crise economica que ameaçava subvertêl-a: – o que a derreava e a trazia na espinha, o que a tolhia e a mirrava, a sugar-lhe o sangue, a arrancar-lhe a pélle, arrastando-a implacavelmente ao guano das sociedades apodrecidas, era a albarda, a albarda monstruosa, a albarda desmesurada, a legendaria albarda sob a qual se vergava e se contorcia, se cambrava e se ia esbarrondando a jumencia nacional... [...]»

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Na “Fermosa Estrivaria”


JOAQUIM MADUREIRA (BRAZ BURITY)

Lisboa, 1912
Livraria Classica Editora de A. M. Teixeira & Cta.
1.ª edição
192 mm x 115 mm
368 págs.
subtítulo: Notas d’um Diario Subversivo – 1911
exemplar manuseado, com a capa empoeirada mas aceitável; miolo limpo
30,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Caras Amigas

 

JOAQUIM MADUREIRA (BRAZ BURITY)
ilust. Christiano de Carvalho


Lisboa, s.d. [circa 1905]
Antiga Casa Bertrand – José Bastos & C.ª, Editores
1.ª edição
190 mm x 128 mm
264 págs.
subtítulo: Gente limpa
ilustrado
impresso sobre papel superior algodoado
encadernação editorial inteira em tela encerada, gravação a ouro nas pastas e na lombada
conserva a capa anterior da brochura
exemplar estimado, lombada descolorida pela presença continuada de luz; miolo limpo
35,00 eur (IVA e portes incluídos)

Breves estudos biográficos e memórias de personagens de época, republicanos tais como Manuel de Arriaga, António José de Almeida, Basílio Teles, Magalhães Lima, etc.

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Do General ao Cabo Mais Ocidental



ÁLVARO GUERRA
capa e ilust. Cruzeiro Seixas

Lisboa, 1976
Fernando Ribeiro de Mello / Edições Afrodite
1.ª edição
28 cm x 19,8 cm
36 págs.
profusamente ilustrado
exemplar como novo
peça de colecção
70,00 eur (IVA e portes incluídos)

Magnífica edição, não deixa de o ser mesmo conhecendo uma outra que Cruzeiro Seixas e Mário Cesariny proporcionaram a Vitor Silva Tavares, em Dezembro de 1965, aquando da luxuosa e luxuriante publicação de A Cidade Queimada na editora Ulisseia, então culturalmente dirigida por aquele que veio a ser o conhecido editor da & etc. Ribeiro de Mello (ou talvez Cruzeiro Seixas) escolheu aqui, a servir de “cama” ao texto do escritor, o modelo gráfico dos fundos de página em “marca-de-água” verde azeitona, inspirado na feliz experiência gráfica anterior, e expandindo por todas as páginas do volume o que na edição da Ulisseia constituía apenas as folhas-de-guarda.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Memória

 

ÁLVARO GUERRA
capa de Soares Rocha


Lisboa, 1971
Editorial Estampa, Lda.
1.ª edição
185 mm x 134 mm
144 págs.
exemplar estimado, contracapa suja; miolo irrepreensível
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

O Capitão Nemo e Eu

 

ÁLVARO GUERRA

Lisboa, 1973
Editorial Estampa, Lda.
1.ª edição
185 mm x 134 mm
160 págs.
exemplar estimado, capa gasta; miolo irrepreensível
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Poemas Políticos 1952-1979

 

EGITO GONÇALVES
pref. Maria da Glória Padrão


Lisboa, 1980
Moraes Editores
1.ª edição
200 mm x 155 mm
144 págs.
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível
22,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Novas Perspectivas

 

LUÍS FORJAZ TRIGUEIROS

Lisboa, 1969
União Gráfica
1.ª edição
188 mm x 134 mm
300 págs.
subtítulo: Temas de literatura (1962-1968)
exemplar estimado; miolo limpo
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR
27,00 eur (IVA e portes incluídos)

Entre os ensaios reunidos no vertente volume, que têm especial incidência na caracterização de um «segundo modernismo» português, são estudados, por exemplo, Vitorino Nemésio, Mário Beirão, Agustina Bessa-Luís, Tomaz Kim, Fernanda Botelho, etc.

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Os Putos

 

ALTINO M. DO TOJAL
pref. Urbano Tavares Rodrigues
capa de Dorindo de Carvalho


Lisboa, 1973
Prelo Editoral, S. A. R. L.
1.ª edição
188 mm x 123 mm
232 págs.
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Ao Estribo


PEPE LUIZ

Lisboa, 1946
Livraria Popular de Francisco Franco
2.ª edição
19,3 cm x 12,3 cm
304 págs. + 64 págs. em extra-texto
subtítulo: Impressões Tauromáquicas
profusamente ilustrado no corpo do texto e em separado
exemplar estimado; miolo limpo
27,00 eur (IVA e portes incluídos)

De seu verdadeiro nome José Luís Ribeiro (1890-1962), reúne no vertente livro valiosas apreciações para a história do toureio a cavalo.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


domingo, março 28, 2021

Alma do Povo

 

LEONEL DE PARMA CARDOSO
pref. Hernâni Cidade


Lisboa, 1949
s.e. [ed. autor]
1.ª edição
195 mm x 131 mm
116 págs.
subtítulo: Glosas de cantigas
impresso sobre papel superior avergoado
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
30,00 eur (IVA e portes incluídos)

Livro composto de glosas do autor a partir de motes colhidos na poesia dalguns dos melhores poetas portugueses. Assim é que vamos encontrar nesta obra, digamos que motivo para “à desgarrada”, versos de, por exemplo, António Aleixo, António Botto, José Bruges, Catulo da Paixão Cearense, João de Deus, António Correia de Oliveira, Augusto Santa Rita, Silva Tavares, Afonso Lopes Vieira, etc.

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Ferro Velho



LEONEL DE PARMA CARDOSO

Lisboa, 1936
[ed. Autor]
1.ª edição
19,8 cm x 13,1 cm
164 págs. + 9 folhas em extra-texto
ilustrado no corpo do texto e em separado
exemplar estimado; miolo limpo, por abrir
35,00 eur (IVA e portes incluídos)

«Leonel de Parma Cardoso, licenciado em Ciências Económicas e Financeiras, funcionário superior das Alfândegas, nasceu em 9 de Setembro de 1898, em Caldas da Rainha. A sua actividade artística desenvolveu-se em duas vertentes principais: letras (poesia e prosa) e artes plásticas, expressas nas mais variadíssimas técnicas: aguarela, guache, óleo, escultura, medalhística e cerâmica. O seu primeiro contacto com o público data de Setembro de 1917 numa exposição de caricaturas na sua terra natal em Caldas da Rainha, a que se seguiram muitas outras, individuais e colectivas, tendo participado em vários salões de humoristas e da Sociedade Nacional de Belas-Artes. É de salientar que, no conjunto da sua obra, o seu poder imaginativo se revela sobretudo através de numerosas figuras de cerâmica que criou e que reflectem a influência do meio em que nasceu. Os seus bonecos, caracterizados por uma tipologia folclórica, são modelados num espírito mordaz que realça, nos seus traços, as particularidades mais relevantes das diversas camadas da sociedade observadas sem indulgência. Grande parte destas peças foram reproduzidas nas fábricas Bordalo Pinheiro e Belo em Caldas da Rainha. O humorismo é uma constante na sua obra, expresso sobretudo na caricatura, modalidade com que principiou a sua actividade artística aos 18 anos e à qual dedicou os últimos anos da sua vida. [...] A sua actividade literária não se confinou a estes domínios, tendo publicado em 1936 a sua primeira obra de prosa, o Ferro Velho, que comparou a uma “manta de retalhos”[,] título que aplicou num dos seus opúsculos de poesia editado em 1960, seguindo-se, nesta forma de expressão, os Farrapos d’Alma, em 1976. Como autor teatral Leonel Cardoso escreveu, em colaboração com Augusto de Carvalho, uma revista de costumes locais De Luva Branca (1937), para a qual pintou os cenários e desempenhou o papel de um dos “compères”. Em 1972, começou a dedicar-se à medalhística, tendo modelado cerca de 40 peças [...]. Tendo mantido uma intensa actividade artística durante praticamente toda a sua vida, Leonel Cardoso veio a falecer, em Lisboa, no dia 18 de Novembro de 1987.» (MatrizNet, catálogo colectivo on-line, Instituto dos Museus e da Conservação)

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


A Eça de Queiroz


aa.vv.

Porto, 1904
Livraria Chardron
1.ª edição
201 mm x 123 mm
4 págs. + 92 págs. + 1 folha em extra-texto
subtítulo: Na inauguração do seu monumento, realisada em Lisboa a 9 de Novembro de 1903
ilustrado com reprodução fotográfica do monumento ao escritor em Lisboa
 exemplar estimado; miolo limpo
da tiragem especial sobre papel superior algodoado
37,00 eur (IVA e portes incluídos)

Inclui as alocuções do conde de Arnoso, do marquês de Ávila, do conde de Resende, de Ramalho Ortigão, Luís de Magalhães, Aníbal Soares e António Cândido, assim como uma poesia de Alberto de Oliveira.

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

O Egypto

 

EÇA DE QUEIROZ
pref. José Maria d’Eça de Queiroz


Porto, 1926
Livraria Chardron, de Lello & Irmão, L.da
1.ª edição
182 mm x 122 mm
XXVIII págs. + 356 págs. + 1 folha em extra-texto
subtítulo: Notas de viagem
encadernação editorial inteira em tela encerada com gravação em relevo seco e a ouro nas pastas e na lombada
folhas-de-guarda impressas
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
ocasionais carimbos de posse
47,00 eur (IVA e portes incluídos)

A pretexto da inauguração do canal de Suez, em 1869, o conde de Resende e Eça de Queirós dirigiram-se, então, ao Médio Oriente, tendo Eça tomado as notas de viagem, cujo manuscrito só foi encontrado postumamente e assim dado a conhecer na vertente edição.

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

O Egipto

 

EÇA DE QUEIROZ

Lisboa, 2001
O Independente Global («com o patrocínio de Galp Energia»)
s.i.
228 mm x 149 mm
160 págs.
subtítulo: Notas de viagem
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

«O Egypto» d’Eça de Queiroz

 

JEAN GIRODON

Venda Nova – Amadora, 1959
Livraria Bertrand
1.ª edição
texto em francês
244 mm x 169 mm
60 págs. + 1 folha em extra-texto (mapas)
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR AO ESCRITOR ARTUR MOREIRA DE SÁ E PELO CARIMBO DE POSSE DESTE ÚLTIMO
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

sexta-feira, março 26, 2021

Les Filles Publiques Sous la Terreur

 

HECTOR FLEISCHMANN

Paris, 1908
Albert Méricant, Éditeur
1.ª edição
texto em francês
192 mm x 132 mm
324 págs.
subtítulo: D’après les rapports de la police secrète, des documents nouveaux et des pièces inédites tirées des Archives Nationales
profusamente ilustrado
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

Sério trabalho de investigação levado a cabo pelo maçon, historiador e romancista belga Hector Fleischmann (1882-1914).

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Os Fantoches de Madame Diabo

 








XAVIER DE MONTÉPIN
trad. Cunha e Sá

capas e ilust. Raphael Bordalo Pinheiro

Lisboa, 1883-1884
David Corazzi, Editor – Empreza Horas Romanticas
1.ª edição
8 volumes (completo)
197 mm x 132 mm
[358 págs. + 5 folhas em extra-texto (gravuras)] + [368 págs. + 4 folhas em extra-texto (gravuras)] + [336 págs. + 4 folhas em extra-texto (gravuras)] + [368 págs. + 4 folhas em extra-texto (gravuras)] + [376 págs. + 3 folhas em extra-texto (gravuras)] + [368 págs. + 4 folhas em extra-texto (gravuras)] + [376 págs. + 3 folhas em extra-texto (gravuras)] + [360 págs. + 6 folhas em extra-texto (gravuras)]
ilustrado com 33 + 8 (capas) cromo-litografias
encadernações homogéneas inteiras em sintético gravadas a ouro nas lombadas
pouco aparados
conservam as capas anteriores de brochura
exemplares muito estimados; miolo limpo
PEÇA DE COLECÇÃO
290,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

O Testamento Vermelho

 

XAVIER DE MONTÉPIN
trad. A. M. Cunha e Sá

capas e ilust. Manuel de Macedo

Lisboa | Porto | Rio de Janeiro (Brasil), 1888
Casa Editora David Corazzi
1.ª edição
5 tomos enc. 2 volumes (completo)
195 mm x 130 mm
[(304 págs. + 2 folhas em extra-texto) + 304 págs.] + [(280 págs. + 3 folhas em extra-texto) + (240 págs. + 2 folhas em extra-texto) + (264 págs. + 3 folhas em extra-texto)]
ilustrado com 10 + 5 (capas) cromo-litografias
modestas encadernações homogéneas inteiras em tela encerada com gravação a ouro nas lombadas e relevo seco nas pastas, com o selo do encadernador Luiz A. dos Santos
pouco aparados
conservam as capas anteriores de brochura
exemplares envelhecidos mas aceitáveis; miolo limpo
77,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

As Doidas em Paris

 

XAVIER DE MONTÉPIN
trad. Julio de Magalhães

ilust. Manuel de Macedo

Lisboa, s.d.
Typographia da Empreza Serões Romanticos
1.ª edição
6 tomos encadernados em 3 volumes (completo)
193 mm x 131 mm
[2 x (304 págs. + 4 folhas em extra-texto)] + [(300 págs. + 4 folhas em extra-texto) + (308 págs. + 4 folhas em extra-texto)] + [2 x (304 págs. + 4 folhas em extra-texto)]
ilustrados
encadernações da época homogéneas em meias-inglesas gravadas a ouro nas lombadas
pouco aparados, sem capas de brochura
exemplares estimados; miolo limpo
60,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

quinta-feira, março 25, 2021

Mestre da Vida, Que Ensina a Viver, e Morrer Santamente

 

JOAM FRANCO, frei

Lisboa, 1748
Na Officina dos Herdeiros de Antonio Pedrozo Galraõ
«XIV. impressam»
apenas a «I. parte»*
150 mm x 100 mm
16 págs. [não num. (frontispício, gravura e licenças)] + 560 págs.
subtítulo: Com todos os feus accrefcentamētos, offerecido a Jesus crucificado
ilustrado com gravura alusiva à crucificação
encadernação coeva inteira em pele gravada a ouro na lombada
aparado na época, o corte das folhas ainda mostra residualmente o carminado
exemplar estimado; miolo limpo, discretos restauros no trabalho de traça sem afectar o texto
PEÇA DE COLECÇÃO
140,00 eur (IVA e portes incluídos)

Diz-nos o Portugal – Diccionario Historico, Chorographico, Biographico, Bibliographico, Heraldico, Numismatico e Artistico, de Esteves Pereira e Guilherme Rodrigues (João Romano Torres & C.ª, Lisboa 1907):
«Franco (Fr. João). Religioso dominicano da ordem de S. Domingos. Nasceu em Lisboa; desconhecem-se as datas do nascimento e fallecimento, mas sabe-se que vivia ainda em 1759. […]»

* A subentendida segunda parte, segundo a BNP, intitula-se Mestre da Virtude segunda parte do Mestre da Vida que persuade a todas as creaturas de qualquer estado que sejaõ o que he necessario para se salvarem

pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Jornadas de uma Côrte Marroquina

 

URBANO RODRIGUES
capa de Fernando Santos


Lisboa, 1937
Emprêsa Nacional de Publicidade
1.ª edição
201 mm x 136 mm
208 págs.
subtítulo: Diário da viagem de Sua Alteza Imperial o Califa de Tetuão pelo Riff e região oriental, precedido de uma entrevista com o Emir e seguido de várias notas
encadernação de amador em meia-inglesa gravada a ouro na lombada
não aparado
conserva a capa anterior da brochura
exemplar muito estimado; miolo limpo
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR
40,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

quarta-feira, março 24, 2021

El Glorioso Abuelo

 

ROCHA MARTINS
trad. Andrés González Blanco e
Reynaldo Ferreira
capa de Baldrich

Madrid, 1924
Publicaciones de Prensa Gráfica
1.ª edição
texto em castelhano
146 mm x 111 mm
64 págs.
acabamento com um ponto em arame
exemplar muito estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Secreto – Último Relatório Sobre a Situação Geral do País do ex-Ministério do Interior para a ex-PIDE/DGS


GOVERNO FASCISTA PORTUGUÊS
pref. Fernando Madureira

Lisboa, Maio de 1974
Fernando Ribeiro de Mello / Edições Afrodite
1.ª edição
20,8 cm x 14,9 cm
72 págs. [não numeradas]
ilustrado
exemplar como novo
30,00 eur (IVA e portes incluídos)

Edição impressa na tipografia Casa Portuguesa, empresa umbilicalmente ligada à Editora Ulisseia, ambas propriedade da Abel Pereira da Fonseca (mercearias e vinhos).
Por vezes – quando o poder vigente cai na rua – a imprensa assume a sua melhor função: a denúncia da iniquidade e do horror. O vertente livro regista para a História da liberdade o fac-símile relativo aos derradeiros dias de vigilância diária levada a cabo por um regime político que só pôde sobreviver, por quase meio século, acantonado na superstição religiosa e no estado policial.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


O Último Dia da PIDE (26 de Abril no Porto)


ANTÓNIO AMORIM, fotog.
et alii (poemas)
pref. Raul Castro

Porto, Outubro de 1974
Edição do Movimento Democrático do Porto (distr. Editorial Inova)
1.ª edição
20,6 cm x 13 cm
84 págs.
profusamente ilustrado
exemplar como novo
40,00 eur (IVA e portes incluídos)

Além do incontornável documento fotográfico do assalto, no Porto, às instalações da polícia política da ditadura, a edição está enriquecida por significativos poemas de escritores da resistência, a saber: Orlando da Costa, Luís Veiga Leitão, Egito Gonçalves, Fernando J. B. Martinho, Fernando Assis Pacheco, João Rui de Sousa, Daniel Filipe, Papiniano Carlos e Luísa Ducla Soares.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


PIDE – A História da Repressão

 

ALEXANDRE CABRAL
ROGÉRIO CARAPINHA
DIAS NEVES
et alii
grafismo de António Martins


Fundão, Junho de 1974
Jornal do Fundão, Editora
1.ª edição
194 mm x 133 mm
224 págs.
ilustrado
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Bichos, Bichinhos e Bicharocos



SIDÓNIO MURALHA, texto
JULIO POMAR, ilustrações
FRANCINE BENOIT, música

Lisboa, 1949
[ed. Autores]
1.ª edição
23,5 cm x 17,9 cm
48 págs.
profusamente ilustrado
exemplar manuseado mas aceitável; miolo limpo
60,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Um Punhado de Areia

 

SIDÓNIO MURALHA

Curitiba (Brasil), 1981
s.e. [ed. autor]
s.i. [1.ª edição]
199 mm x 118 mm
20 págs.
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Film en Couleur


SIDÓNIO MURALHA
FERNANDO LEMOS, ilust.

São Paulo (Brasil), 1981
Digital Gráfica ltda [ed. autores]
1.ª edição
texto em francês
21 cm x 15,1 cm
32 págs.
profusamente ilustrado a uma cor directa
texto impresso a azul
exemplar estimado; miolo limpo
ostenta múltiplos carimbos do Centro de Estudos de Literatura Infantil – Departamento da Secção Nacional Portuguesa do IBBY [International Board on Books for Young People] e da biblioteca da Sociedade da Língua Portuguesa
peça de colecção
47,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


terça-feira, março 23, 2021

Artes

 

Lisboa, Janeiro de 1946
Publicação da Galeria A. Molder
n.º 1 (único publicado)
246 mm x 186 mm
32 págs.
profusamente ilustrada
acabamento com dois pontos em arame
exemplar estimado, restauro na contracapa; miolo limpo, uma linha sublinhada a tinta na pág. 16
30,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

A Estatua de Camões

 

A. DA SILVA CARVALHO

Lisboa, 1867
Typographia da Viuva Pires Marinho
1.ª edição
205 mm x 126 mm (estojo)
8 págs.
subtítulo: Poesia á inauguração do monumento ao grande poeta
folheto com uma laçada de linha
exemplar envelhecido mas aceitável; miolo limpo, costas do folheto com apontamentos a tinta
dedicatória de posse no frontispício
20,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Luis de Camões

 

JOAQUIM DE ARAUJO
carta-pref. Eça de Queiroz
posf. Platon de Wexel

Lisboa, 1894
Typ. da Comp. Nacional Editora
3.ª edição
140 mm x 84 mm
64 págs.
elegante encadernação inteira em papel marmoreado com rótulo gravado a ouro na pasta anterior
não aparado, conserva apenas a contracapa da brochura
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
30,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089


segunda-feira, março 22, 2021

Libelo Acusatório

 

ANTÓNIO MODESTO NAVARRO
pref. José Saramago
capa de Pilo da Silva

Lisboa, 1968
Prelo Editora
1.ª edição
195 mm x 143 mm
152 págs.
exemplar muito estimado; miolo limpo
assinatura de posse no frontispício
20,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

A Origem



GRAÇA PINA DE MORAIS
capa de Maria Helena Nunes dos Santos

Lisboa, 1958
Sociedade de Expansão Cultural
1.ª edição
19,5 cm x 12,7 cm
320 págs.
exemplar estimado, capa suja; miolo limpo
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Do Posfácio da escritora Fátima Maldonado para a reedição deste livro (Edições Antígona, Lisboa, 1991):
«[...] “A guerra começava. Moviam-se interesses de grandes países, ideias, questões de dinheiro, rivalidades políticas, rivalidades económicas... Mas, na realidade, era como sempre mais uma eclosão da angústia humana.” Começa assim o VI capítulo de A Origem, que Graça Pina de Morais escreve em 1958 [...]. São duzentas e cinquenta páginas de interrogações e nem uma resposta. O que não satisfaz ninguém nem é função habitual dos manuais recentes, onde a escrita ao estagnar cria focos de paludismo que vão infectando cada vez mais leitores. Não é portanto um livro moderno visto que é construído com ênfase. Privilegia tudo o que não tem mediata evidência. Coisas não quantificáveis, como o espírito da terra ou a respiração das casas ou os ajustes com a morte – um fato a que, desde o nascimento, se vão alargando as costuras. Tramas de desgarre, como a fúria do sangue, as sentenças da alma, ou as marés vivas do corpo. Escolhos onde naufraga a modernidade, incapaz de assimilar o que sobra do héctico racionalismo em que se alistou. [...] Graça Pina de Morais já em 1958 tornara este livro numa expedição arqueológica. Página a página escava câmaras, põe a descoberto figuras soterradas, desvenda selos, desvela faces. Ao exumar do pó o último caixão damo-nos conta que as sete gárgulas que se ajoelham dos lados não são guarda bastante para tanta calamidade. Porque da família se trata e das execuções entre pares se faz a peritagem. Mutilações donde o amor nunca se ausenta nem desvia a face, antes se deleita a cada órgão suprimido. Nesta cerimónia de sangue oficia Graça Pina de Morais, a sacerdotisa. Num quarto forrado de cetim amarelo – não sei porquê mas a luz que infiltra o livro parece-me provir desse choque – vai com as mãos protegidas por luvas, daí o ênfase, autopsiando sucessivas memórias. No fim pisamos carne. Chega-se ao termo com os sapatos sujos de tanta anatomia. Mas se estivermos atentos ouviremos bater o trinco da janela. Alguém se evadiu da mesa sacrificial. Sem ceder a nenhuma interrogação irá fomentar motins por recusa do verbo. [...]»
Um livro notável, que tem escapado à observação mórbida dos profissionais... felizmente.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Contos do Dia e da Noite



DOMINGOS MONTEIRO
capa de Manuel Ribeiro de Pavia


Lisboa, 1952
Sociedade de Expansão Cultural
1.ª edição
192 mm x 130 mm
190 págs.
exemplar estimado, sinais de foxing na capa; miolo limpo, restauro no ante-rosto
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR
22,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089

Contos do Dia e da Noite

 

DOMINGOS MONTEIRO
capa de Manuel Ribeiro de Pavia

Lisboa, 1953
Sociedade de Expansão Cultural
2.ª edição
194 mm x 126 mm
192 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR A MIGUEL DE ARAÚJO
20,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
pcd.frenesi@gmail.com
telemóvel: 919 746 089