quinta-feira, março 23, 2017

OS NOSSOS PREÇOS JÁ INCLUEM =IVA= E DESPESAS DE =ENVIO= EM PORTUGAL

3.000 obras disponíveis nesta montra
é só ir clicando ao fundo da página
em Mensagens antigas


contacto:
telemóvel: 919 746 089


todas as obras fotografadas correspondem aos exemplares que se encontram à venda
livros usados
todas as encomendas são enviadas em correio registado
international shipping rates
* e-business professional
pagamentos por PayPal, transferência bancária ou contra-reembolso

* em cumprimento da Lei n.º 144/2015, de 8 de Setembro – Resolução Alternativa de Litígios de consumo (RAL), artigo 18.º, cabe-nos informar que a lista de Centros de Arbitragem poderá ser consultada em www.consumidor.pt/


Discurso Pronunciado no Comicio Anti-Jesuitico Realisado no Theatro de Recreios


ALEXANDRE BRAGA
pref. Deolindo de Castro e de Sá d’Albergaria

Porto, 1885
Typographia Occidental
1.ª edição
19,6 cm x 13,6 cm
154 págs. + 1 folha em extra-texto
encadernação modesta de amador, gravação a ouro na lombada
pouco aparado, sem capas de brochura
exemplar estimado; miolo limpo, primeira e última folhas muito aciduladas
carimbos de posse no ante-rosto
90,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Goa e as Praças do Norte



RAQUEL SOEIRO DE BRITO
grafismo de Licínio de Melo

Lisboa, 1966
Junta de Investigações do Ultramar
1.ª edição
23 cm x 18 cm
200 págs. + 128 págs. em extra-texto (cor) + 2 folhas em extra-texto + 15 desdobráveis em extra-texto
profusamente ilustrado a preto e branco e a cor, no corpo do texto e em separado
exemplar em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível
assinatura de posse no ante-rosto
120,00 eur (IVA e portes incluídos)

Trabalho de campo realizado, entre 1955 e 1956, sob a direcção de Orlando Ribeiro, ao serviço da Missão de Geografia da Índia. É impressionantemente detalhado. A sua publicação, já depois da ocupação indiana do território, vinha justificar um domínio colonial político-administrativo que Portugal nunca deixou de reivindicar junto das Nações Unidas.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Memórias do Marquês de Fronteira e d’Alorna


JOSÉ TRAZIMUNDO MASCARENHAS BARRETO
org. Ernesto de Campos de Andrada

Lisboa, 1986
Imprensa Nacional – Casa da Moeda
2.ª edição («reimpressão fac-similada»)
5 volumes (completo)
24 cm + 15 cm
[8 págs. + VIII págs. + 500 págs. + XXX folhas em extra-texto] + [4 págs. + VIII págs. + 402 págs. + XX folhas em extra-texto] + [4 págs. + VI págs. + 388 págs. + XX folhas em extra-texto] + [4 págs. + VIII págs. + 518 págs. + XXX folhas em extra-texto] + [6 págs. + VI págs. + 388 págs.]
subtítulo: Ditadas por êle próprio em 1861
exemplares muito estimados; miolo irrepreensível
140,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


quarta-feira, março 22, 2017

Terras de Fôgo


JULIÃO QUINTINHA
capa e contracapa de Bernardo Marques

Lisboa, 1923
Edição do Autor (Livraria Depositaria Portugal-Brasil)
1.ª edição (1.º milhar)
19,7 cm x 13,4 cm
200 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
assinatura de posse no ante-rosto
ostenta colado na pág. 8 o ex-libris de Rafael Maria Rudio
40,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Novela Africana


JULIÃO QUINTINHA
capa de Bernardo Marques
ilust. Vasco (Olmo)

Lisboa, 1933
Casa Editora Nunes de Carvalho
2.ª edição
19,2 cm x 12,5 cm
256 págs.
exemplar manuseado, com restauros toscos na lombada, mas aceitável; miolo limpo
22,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Cavalgada do Sonho


JULIÃO QUINTINHA
capa de Bernardo Marques

Lisboa, 1924 [aliás, 1925]
Portugal-Brasil, Sociedade Editora – Arthur Brandão & C.ª
1.ª edição
19 cm x 12,2 cm
244 págs.
exemplar manuseado mas aceitável; miolo limpo
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Figura de referência para a vila de Silves, onde nasceu e chegou a dirigir o concelho, tendo sido operário e, depois, alfaiate estabelecido, veio a destacar-se como jornalista e como tal fez carreira, na República e, sob apertada vigilância das polícias, na Ditadura. Como escritor de ficção, pode enquadrar-se no neo-realismo sui generis que teve Ferreira de Castro por modelo.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


terça-feira, março 21, 2017

O Sindicalismo em Portugal


M. [MANUEL] J. [JOAQUIM] DE SOUSA

Lisboa, 1931
Edição da Comissão Escola e Propaganda do Sindicato do Pessoal de Câmaras da Marinha Mercante Portuguesa (Publicações da A. I. T.)
1.ª edição
18,8 cm x 12,4 cm
256 págs.
subtítulo: Esbôço Histórico
encadernação modesta de amador em tela e papel de fantasia, gravação a ouro na lombada
muito pouco aparado, conserva a capa anterior de brochura
exemplar estimado; miolo limpo
assinatura de posse no frontispício
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

Manuel Joaquim de Sousa (1883-1944) foi um destacado militante anarco-sindicalista, tendo sido mesmo, em 1919, eleito secretário-geral da Confederação Geral do Trabalho (a verdadeira CGT). É de assinalar ainda a sua permanente colaboração jornalística no periódico revolucionário A Batalha, jornal de que chegou a ser director, e onde exprimiu a sua crítica progressista relativamente àquilo que veio a ser o Partido Comunista Português.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Syndicalismo e Gréve Geral


JOSÉ PRAT
ARISTIDES BRIAND
trad. Ribeiro de Carvalho e Fernão Botto Machado

Lisboa, s.d.
Livraria Internacional – Almeida, Carvalho & C.ª
1.ª edição
19,1 cm x 12,4 cm
152 págs.
exemplar estimado, restauro na lombada; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Socialismo e Anarquismo

 

A. [AUGUSTIN] HAMON
pref. Alfred Naquet
trad. Ribeiro de Carvalho

Lisboa, s.d.
Livraria Internacional – Almeida, Carvalho & C.ª
1.ª edição
19 cm x 12,5 cm
168 págs.
exemplar estimado, falhas na lombada; miolo limpo, papel acidulado
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


A Anarchia


JOÃO GRAVE
«versão auctorisada, de Raul Pires e Aquilino Ribeiro»

Lisboa, 1907
Livraria Central de Gomes de Carvalho, Editor
1.ª edição [em português]
19,5 cm x 13,2 cm
388 págs.
subtítulo: Fim e Meios
encadernação modesta de amador em tela e papel de fantasia, gravação a ouro na lombada
pouco aparado, sem capas de brochura
exemplar estimado; miolo limpo
assinatura de posse na pág. 5
47,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


História Pátria – IV Classe


JOÃO GRAVE
CARDOSO JÚNIOR

Porto, 1930
Livraria Chardron, de Lelo & Irmão, Ld.ª, editores
s.i. [1.ª edição ?]
18,5 cm x 11,7 cm
172 págs.
profusamente ilustrado no corpo do texto a negro e a cor
encadernação editorial em tela encerada impressa a negro nas pastas e na lombada
exemplar manuseado mas aceitável; miolo limpo, papel por vezes oxidado
valorizado pela extensa dedicatória dos editores ao então Director dos Serviços [Educativos ?] de Angola, Simeão Nunes Victória
20,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


A Restauração e a Aclamação de Dom João IV na Cidade dos Vice-Reis da Índia em 11 de Setembro


JOSÉ FREDERICO FERREIRA MARTINS

Lisboa, 1934
Edições da 1.ª Exposição Colonial Portuguesa
1.ª edição
22,5 cm x 15,9 cm
20 págs.
exemplar estimado, restauro na dobra; miolo limpo
assinatura de posse e carimbo da biblioteca da revista Brotéria no frontispício
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Conferência de exaltação histórica a propósito do tema em título.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Selecções da Gazeta do Sul [1930-1960]


Montijo, 1955 e 1961
dir. Alves Gago (vol. III: dir.Tio Rico)
edição da «Gazeta do Sul»
1.ª edição
3 volumes (completo)
19,5 cm x 14 cm
3 x 320 págs.
cantos redondos e corte carminado nos dois primeiros volumes, abrindo o vol. I com uma cortina impressa sobre papel-vegetal
exemplares em bom estado de conservação; miolo limpo
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO REINALDO ALVES GAGO NO I VOLUME
45,00 eur (IVA e portes incluídos)

O maior interesse nesta compilação de colaborações, distribuídas pelas páginas da dita gazeta entre 1930 e 1960, reside na plêiada dos intelectuais que as assinaram, entre os muitos quais se conta, à cabeça, o que julgamos ter sido a estreia absoluta, em 1940, de Sebastião da Gama, que assinava então Zé d’Anicha (vols. II e III).
Dos outros, podemos apontar alguns nomes evidentes, como Ferreira de Castro, Stuart Carvalhais, João da Câmara, Cardoso Martha, Olavo Bilac, Florbela Espanca, Agostinho Campos, Raúl Brandão, Severo Portela, Júlio Dantas, Augusto Gil, Homem Cristo, Mário Gonçalves Viana, Tomaz da Fonseca, André Brun, Lyon de Castro, Alberto Pimentel, Victor de Sá, Cottinelli Telmo, Leonel Cosme, etc.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


segunda-feira, março 20, 2017

A Enciclopédia da Agulha


LAURA SANTOS
ilust. Maria Natália

Lisboa, s.d. [circa 1960]
Editorial Lavores
2.ª edição
24,2 cm x 17,5 cm
320 págs.
subtítulo: Curso de Corte – Curso de Bordados
profusamente ilustrado
encadernação editorial em tela gravada a ouro na pasta anterior e na lombada
exemplar muito estimado; miolo limpo
assinatura de posse no frontispício
37,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Escola de Noivas


LAURA SANTOS
colab. Maria Fernanda Bairrão Oleiro Pombo e Alberto Serra

Lisboa, s.d. [circa 1955]
Edição da Livraria Editora Lavores e Arte Aplicada
3.ª edição
23,3 cm x 16,6 cm
296 págs.
subtítulo: O verdadeiro guia das donas de casaTudo o que a Mulher deve saber para governar bem o seu Lar – Mais de 400 receitas de culinária e doces
cartonagem editorial com gravação a ouro na pasta anterior e na lombada, relevo seco na pasta posterior
autenticado com o contraste do encadernador Paulino
exemplar estimado; miolo limpo
assinaturas de posse no ante-rosto e na pág. 7
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Revolução do Jazz



JORGE LIMA BARRETO
dir. graf. Armando Alves

Porto, 1972
Editorial Inova Limitada
1.ª edição [única]
19,6 cm x 14,1 cm
380 págs. + 8 págs. em extra-texto
ilustrado em separado
catálogo da editora impresso no verso da capa
exemplar como novo, sem qualquer quebra na lombada
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

Sob a pesada influência das leituras e dos métodos ensaísticos do estruturalismo, o músico Jorge Lima Barreto legou-nos o mais importante livro de divulgação da música negro-americana, no momento em que o free jazz, a new thing e as correntes etno se expandiam. Miles Davies, à cabeça, mas ainda Eric Dolphy, Don Cherry, Roswell Rudd, Pharoah Sanders, Ornette Coleman ou o notável vibrafonista Karl Berger, faziam jus ao aduzido por Lima Barreto.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

O Amor, o Dinheiro e a Morte


OLAVO D’EÇA LEAL
capa de Paulo-Guilherme

Lisboa, 1960
ETA – Editorial Técnica e Artística S.A.R.L.
1.ª edição
19,1 cm x 12,4 cm
140 págs.
subtítulo: Tragi-farsa
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Nota editorial na contracapa:
«A peça odiada pela crítica!...»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Conceituado Comerciante

OLAVO D’EÇA LEAL
capa e ilustrações de Paulo-Guilherme

Lisboa, 1958
Gomes & Rodrigues, Lda.
1.ª edição
21,5 cm x 15,3 cm
272 págs. + 3 folhas em extra-texto
ilustrado no texto com 6 desenhos a negro de página inteira e 3 a cor em extra-texto
exemplar muito bem conservado
autenticado por assinatura-carimbo do Autor
35,00 eur (IVA e portes incluídos)

Pai e filho – Olavo e Paulo-Guilherme – envolvidos na mesma obra. E pode dizer-se que o extraordinário grafista soube traduzir em imagens plásticas todo o ambiente do romance urbano pequeno-burguês, típico de uma Europa em reconstrução no pós-guerra. Ambos artistas de expressão alargada, cultores quer da escrita, quer das artes visuais, quer do cinema, será pela voz radiofónica do pai, aos microfones da Emissora Nacional, que um género de folhetim dramático – natural antepassado das actuais telenovelas – se difundiu e fez dele o herói popular das donas-de-casa exemplares no Estado Novo. Com a vinda da televisão, também naturalmente o género e os seus promotores nunca caíram no esquecimento, antes pelo contrário: expandiram-se no imaginário pobre da nação. Em matéria de artes condicionantes, foi o pai assistente de realização cinematográfica, entre outras, nas filmagens de A Revolução de Maio de António Lopes Ribeiro, exemplo máximo de propaganda governamental; passos que o filho seguiu como efémero realizador, mas principalmente como publicitário.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

O Meu Dinheiro – Como Devo Gastá-lo?



Lisboa, 1961
Edição da Junta do Crédito Público
[1.ª edição]
20,8 cm x 13,9 cm
20 págs.
subtítulo: Plano para raparigas
profusamente ilustrado
acabamento com dois pontos em arame
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Folheto instrutivo destinado à orientação de jovens empregadas, no sentido de estas saberem como aplicar o produto do seu trabalho... O mesmo é dizer: iluminar-lhes o retorno do dinheiro circulante às mãos de quem o põe a circular, que se resume ao consumo das mercadorias produzidas, às despesas com os equipamentos essenciais disponíveis para os trabalhadores (habitação, assistência à saúde, etc.), e acumulação do que sobra nas mãos das entidades oficiais destinadas a esse fim (bancos, montepios, aforros promovidos pelo Estado, etc.). Neste último particular, o folheto é um instrumento de publicidade explícita aos Certificados de Aforro da Caixa Económica.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Obra da Rua


PADRE AMÉRICO

Coimbra, 1942
Casa do Castelo – Livraria
[1.ª edição]
19,2 cm x 13 cm
80 págs. + 22 págs. em extra-texto
subtítulo: De como eu amparo o ardina
profusamente ilustrado
exemplar estimado, capa suja; miolo limpo
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Isto É a Casa do Gaiato


PAI AMÉRICO

Paço de Sousa, s.d.
Editorial da Casa do Gaiato
2.ª edição
vol. I (apenas este volume, de um total de dois)
17 cm x 12,5 cm
272 págs
ilustrado
exemplar muito estimado, pequena falha no desenho na contracapa; miolo limpo
rubrica de posse no frontispício
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Escolha das páginas mais significativas inicialmente dadas à estampa no jornal O Gaiato, obra social do conhecido padre Américo. Aqui se faz a resenha e celebração dos seus conseguimentos cívicos e pedagógicos.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Curso Metodico de Arquitectura Naval aplicada á la Construccion de los Buques Mercantes



D. JUAN MONJO I PONS

Barcelona, 1856
Imprenta de José Tauló
1.ª edição
texto em castelhano
24,2 cm x 16,3 cm
[204* págs. + 14 folhas em extra-texto] + [236 págs. + 2 folhas em extra-texto + 1 desdobrável em extra-texto]
subtítulo: Obra compuesta en vista de las estrangeras mas modernas que tratan de la materia [...]
profusamente ilustrado no corpo do texto e em separado
encadernação antiga em meia-inglesa com gravação a ouro na lombada
pouco aparado, sem capas de brochura
exemplar de trabalho envelhecido mas aceitável; miolo limpo, com [*] falta das págs. 107 a 110
assinatura de posse no frontispício
150,00 eur (IVA e portes incluídos)

Juan Monjo i Pons (1818-1884) foi mestre de embarcação e engenheiro mecânico, director da Real Escola Náutica de Arenys de Mar, tendo fundado, mais tarde, também na costa da Catalunha, a sua própria escola.
A folha de rosto do vertente exemplar refere que a obra se completa num atlas, que julgamos só ter sido publicado em fac-símile em 1990.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Roteiro de Pesca de Arrasto do Cabo Juby e do Cabo Branco


JOAQUIM GORMICHO BOAVIDA
pref. Henrique Tenreiro

Lisboa, 1949
Edição do «Boletim da Pesca»
1.ª edição
25 cm x 18,7 cm
332 págs. + 5 desdobráveis em extra-texto + 8 folhas em extra-texto (cupões de assinatura intactos)
ilustrado no corpo do texto e em separado
encadernação rude em pele-de-diabo com rótulo gravado a ouro colado na lombada
aparado somente à cabeça
conserva as capas de brochura
exemplar muito estimado; miolo limpo
100,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Manual do Navegante


GUILHERME IVENS FERRAZ

Lisboa-Porto – Rio de Janeiro-São Paulo-Belo Horizonte, s.d. [circa 1910]
Biblioteca de Instrucção Profissional / Francisco Alves & C.ª
[1.ª edição]
18,5 cm x 12,2 cm
12 págs. + 288 págs. + 4 folhas em extra-texto
subtítulo: Regras e preceitos da lide do mar
profusamente ilustrado no corpo do texto e em separado
encadernação editorial em tela gravada a negro em ambas as pastas e na lombada
corte das folhas carminado
exemplar estimado; miolo limpo
assinatura de posse no frontispício
50,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Manual de Pilotagem


GUILHERME IVENS FERRAZ

Lisboa-Porto – Rio de Janeiro-São Paulo-Belo Horizonte, s.d. [circa 1910]
Biblioteca de Instrucção Profissional / Francisco Alves & C.ª
[1.ª edição]
18,4 cm x 11,9 cm
12 págs. + 344 págs. + 5 folhas em extra-texto + 2 desdobráveis em extra-texto
subtítulo: Navegação practica de cabotagem e longo curso. – Hydrographia.
profusamente ilustrado no corpo do texto e em separado
encadernação editorial em tela gravada a negro em ambas as pastas e na lombada
corte das folhas carminado
exemplar estimado; miolo com ocasionais sublinhados a lápis azul
assinatura de posse no frontispício
30,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Rapido Estudo da Origem e Constituição da Terra – Elementos de Meteorologia Nautica – Correntes Maritimas e Previsão do Tempo



JOSÉ NUNES DA MATTA

Lisboa, 1903
Typ. da Livraria Ferin
1.ª edição
18,5 cm x 13,2 cm
VIII págs. + 286 págs. + 1 desdobrável em extra-texto
ilustrado
encadernação modesta de amador em meia-inglesa, gravação a ouro na lombada
aparado, sem capas de brochura
exemplar estimado, encadernação a quebrar no festo; miolo limpo
assinatura de posse no ante-rosto
27,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


domingo, março 19, 2017

Cicatriz



PAULO DA COSTA DOMINGOS
capa do escultor José Pedro Croft

Lisboa, 1986
frenesi
1.ª edição
19 cm x 12,9 cm
32 págs. + 1 cromo colado na primeira pág.
ilustrado
capa impressa a uma cor e relevo seco
acabamento com dois pontos em arame
exemplar em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível
PEÇA DE COLECÇÃO
45,00 eur (IVA e portes incluídos)

Não foi prémio literário, o que um escritor como Paulo da Costa Domingos agradece.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Cicatriz



TERESA RITA LOPES
pref. Manuel Alegre
capa F. C.

Lisboa, 1997
Editorial Presença
2.ª edição
18,5 cm x 11,5 cm
IV págs. + 112 págs.
capa impressa revestida por sobrecapa
exemplar em muito bom estado de conservação, sem qualquer marca de quebra na lombada; miolo irrepreensível
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA DA AUTORA
ostenta colado no verso da capa o ex-libris de Carlos J. Ferreira Vieira
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Foi prémio no ano da sua entrada no mercado da poesia, que é o que uma escritora e investigadora pessoana como Teresa Rita Lopes merece.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


História Maravilhosa de um Povo Maravilhoso


JOSÉ CASTELO
capa e ilust. Jayme Duarte de Almeida

Lisboa, 1958
Gomes & Rodrigues, L.da – Editores
1.ª edição
30,2 cm x 21,4 cm (álbum)
176 págs.
subtítulo: A História de Portugal contada em versos simples e às crianças
profusamente ilustrado e impresso a duas cores directas
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
inclui o estojo editorial, com restauro discreto
carimbo da assinatura do Autor na pág. 4
50,00 eur (IVA e portes incluídos)

José Manuel Lage de Abreu Castelo foi uma figura basto conhecida nos meios radiofónicos, teatrais e humorísticos. Da rádio, ficou na memória dos ouvintes nos anos 30 do século passado o divertido programa O Senhor Doutor, assim como, na década seguinte, durante a guerra, a sua voz aos microfones da BBC. No teatro ligeiro de variedades, foi o Maria Vitória o lugar de estreia, com a opereta Fonte Santa. Como escritor, para além dalguns livros de versos e de contos alegres, colaborou largamente nos jornais Os Ridículos e Sempre Fixe.
Dão opinião acerca da vertente obra, em prólogo, entre outros, monsenhor Moreira das Neves, Mário Domingues, Leopoldo Nunes, etc.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Poeira de Cantigas...


JOSÉ CASTELO
capa de Mário Costa

Lisboa, 1939
Parceria António Maria Pereira – Livraria Editora
1.ª edição
18,9 cm x 12,9 cm
80 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Fotografia Prática ao Alcance de Todos


CHARLES BOURÉE
trad. S. de Almeida

Porto, 1956
Livraria Civilização – Editora
1.ª edição
19,2 cm x 12,2 cm
80 págs. + 2 págs. em extra-texto
subtítulo: Manual prático que ensina a ser um bom fotógrafo-amador
ilustrado no corpo do texto e em separado
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Guia do Photographo


ARNALDO FONSECA

Lisboa, s.d. [circa 1905]
Worm & Rosa
1.ª edição («Edição unica e definitiva»)
19 cm x 12,4 cm
6 págs. + 90 págs. + 4 págs. (anúncios)
composto manualmente e impresso nas oficinas do mestre-tipógrafo Libânio da Silva
exemplar envelhecido mas aceitável, capa manchada e gasta; miolo limpo
peça de colecção
45,00 eur (IVA e portes incluídos)

Trata-se de um manual prático, cobrindo todas as vertentes dessa arte: óptica, mecânica e laboratorial. Arnaldo Fonseca notabilizou-se pelo impulso que deu em Portugal à introdução e vulgarização da arte fotográfica, tendo sido, em 1889, o fundador do Instituto Photographico de Lisboa, primeiro estabelecimento de ensino para amadores, e, em 1907, encontramo-lo ligado à criação da Sociedade Portuguesa de Photographia, juntamente com Arnaldo Bettencourt e Júlio Worm. Deve-se-lhe também a regular edição do Boletim Photographico, entre 1900 e 1906, e é neste contexto editorial que surge o vertente livro.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Zeiss-Aerotopograph



Munique, Janeiro de 1958-1961
Zeiss
[1.ª edição]
15,4 cm x 9,7 cm
16 págs. (8 das quais brancas) + 76 págs. + 8 págs.
folhas soltas cosidas à linha com laçada exterior
exemplar estimado; miolo limpo
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Trata-se da separata que anualmente o fabricante de lentes e aparelhos ópticos Zeiss enviava aos detentores de equipamentos seus, utilizados em fotografia aérea e fotogrametria. É constituída principalmente por esquemas de voo, tabelas de conversão, modelos de planificação cartográfica, etc., mas também de notícia acerca das mais recentes inovações técnicas postas no mercado.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Leica Collectors Guide



DENNIS LANEY
grafismo de Wendy Bann

Sussex, 1992
Hove Collectors Books
1.ª edição
25,8 cm x 19,6 cm
8 págs. + 392 págs. + 16 págs. em extra-texto (a cor)
profusamente ilustrado no corpo do texto e em separado
encadernação editorial em tela gravada a ouro na lombada, com sobrecapa polícroma impressa
exemplar em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível
60,00 eur (IVA e portes incluídos)

Trata-se de um catálogo de precisão acerca da grande variedade de artefactos ópticos fabricados pela Leitz desde 1869, com especial relevo para as objectivas e as máquinas de fotografar. A altíssima qualidade dos referidos produtos, como não poderia deixar de ser, sendo logo notada pelas chefias militares e pelos serviços de espionagem de Hitler, suscitou do exigente fabricante – Ernst Leitz II – o apuro técnico e conceptual que, ainda hoje, faz a diferença nos meios profissionais e artísticos da captação de imagens. É de notar, todavia, que a fábrica alemã também vendeu indiscriminadamente equipamentos similares aos exércitos, armadas e forças aéreas tanto ingleses como americanos, facto atestado pela gravação de origem, dos respectivos símbolos de propriedade, junto da marca Leica e do número de série de cada aparelho.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Danças Portuguesas



PEDRO HOMEM DE MELLO
traduções de Maurice Villemur e Elaine Sanceau

Porto, 1962
Lello & Irmão – Editores
1.ª edição
trilingue (Português / Francês / Inglês)
26,4 cm x 21,5 cm
104 págs.
profusamente ilustrado
encadernação editorial em sintético com sobrecapa impressa
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível
VALORIZADO PELA DEDICATÓRIA MANUSCRITA DO AUTOR
90,00 eur (IVA e portes incluídos)

Uma passagem de abertura ao livro:
«[...] o folclore português está na moda, o que em relação ao turismo, é já importante.
Na verdade, de ano para ano, vamos sendo mais visitados e os festivais típicos estão a multiplicar-se a olhos vistos.
Tudo isso revela gosto pelo regionalismo, se bem que ao forasteiro continuem a faltar elementos de orientação.
Numa palavra: não existe, entre nós, ainda, literatura coreográfica.
Aí está uma lacuna que tentaremos, agora, de algum modo, preencher...
A maioria dos nossos folcloristas mostram predilecção pelo canto, pelas letras das cantigas e pelo trajo e, se uma ou outra vez, se referem a danças, fazem-no, quase sempre, ao de leve ou, pelo menos de maneira a não provar a riqueza patente na técnica dos passos e na expressão das atitudes.
Bem ou mal, a recolha das danças encontra-se, principalmente, a cargo dos directores dos ranchos. [...]»
E a partir daqui Homem de Mello dá-nos uma autêntica, embora breve, enciclopédia da danças populares, distribuídas estas pelas respectivas regiões ou localidades do país.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Os Amigos Infelizes


PEDRO HOMEM DE MELLO

Porto, 1952
Edições Saber
1.ª edição
17,8 cm x 13 cm
8 págs. + 88 págs.
impresso sobre papel superior
exemplar muito estimado; miolo irrepreensível
47,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089


Adeus


PEDRO HOMEM DE MELLO

Porto, 1951
Tip. Gráficos Reunidos. Lda. [ed. Autor]
1.ª edição
16,3 cm x 12,2 cm
100 págs. + 1 extra-texto com retrato do autor por Carlos Carneiro
exemplar com ligeiros picos de humidade nas três primeiras folhas e forte mancha gorda nas folhas 13-14 e 15-16 por “transpiração” da tintagem do extra-texto (esta última situação é comum a todos os exemplares por nós já observados, por insuficiência do vegetal protector da gravura)
valorizado pela assinatura de posse do escritor Jaime Salazar Sampaio
90,00 eur (IVA e portes incluídos)

Livro que imprime em cortina uma dedicatória «A Sua Magestade / A Rainha / Senhora D. Amélia».

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Expulsos do Governo da Cidade



PEDRO HOMEM DE MELLO
desenho de Carlos Carneiro

Porto, 1961
Livraria Galaica (dist.)
1.ª edição
19,8 cm x 13,6 cm
56 págs. + 1 folha em extra-texto
composto manualmente em Elzevir e impresso sobre papel superior
exemplar muito estimado; miolo limpo, com sinais de antiga goma nos cantos exteriores das primeira e última páginas
valorizado pela dedicatória manuscrita do Autor
47,00 eur (IVA e portes incluídos)


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Fandangueiro



PEDRO HOMEM DE MELLO

Porto, 1971
Edições Asa
1.ª edição
17,3 cm x 12,6 cm
108 págs. + 1 extra-texto com retrato do autor por Carlos Carneiro
na capa, desenho de Eduardo Malta
exemplar n.º 918 de uma tiragem não declarada
ASSINADO PELO AUTOR
exemplar estimado; miolo limpo
60,00 eur (IVA e portes incluídos)

Ana Hatherly, numa sua antologia educativa «ao povo português o que é seu» (Caminhos da Moderna Poesia Portuguesa, Direcção-Geral do Ensino Primário, Lisboa, 1960), enaltece Homem de Mello: «Num estilo mais moderno mas ainda com sabor tradicional no tema e na forma, o bailador de Fandango, essa dança popular de todos tão bem conhecida, é aqui interpretado e descrito duma maneira curiosa e invulgarmente poética.» Referia-se ela exactamente ao poema «O Bailador de Fandango», publicado num outro livro do poeta, que não este, mas de temática similar.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

sexta-feira, março 17, 2017

Novos Poemas (II)


VINICIUS DE MORAES

Rio de Janeiro, 1959
Livraria São José
1.ª edição
18,8 cm x 13,1 cm
56 págs.
subtítulo: 1949-1956
impresso sobre papel superior avergoado
exemplar estimado; miolo limpo
47,00 eur (IVA e portes incluídos)

Precioso livrinho de versos do poeta brasileiro que mais se aproximou das formas orais de divulgação poética, quer na belíssima voz própria, quer musicado e cantado por compositores populares. Vinicius (1913-1980) inclui aqui, neste breve conjunto, conhecidos poemas como «O Operário em Construção», ou «Receita de Mulher».

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089