quarta-feira, julho 28, 2010

Os Elementos da Ethica de João Gottlieb Heineccio [...]



MIGUEL CARDOSO

Coimbra, 1792
Na Real Imprensa da Universidade
[1.ª edição]
14,9 cm x 10,2 cm
6 págs. + 232 págs.
subtítulo: [...] Com as suas notas, Interpretados e traduzidos, que Ao Illuftriffimo, e Excellentiffimo Senhor Fernando da Costa de Ataide e Teive de Souza Coutinho, do Confelho de Sua Mageftade, Tenente General dos feus Exercitos com o Governo das Armas da Provincia da Beira, Commendador de Rebaldeira na Ordem de S. Thiago, Senhor Donatario dos Confelhos de Baiaõ, e S. Chriftovaõ de Nogueira, e dos Foros do Lamegal, &c. &c. &c.
encadernação da época inteira em pele, sem nervuras, com discretos ferros a ouro na lombada
miolo em muito bom estado de conservação; extensos sinais de traça na pele tal como mostra a imagem junto
45,00 eur

Trata-se de um estudo acerca daquele que foi, na primeira metade do século XVIII, um mestre fundador da filosofia jurídica, entendida esta enquanto conjunto de princípios objectivos do Direito. Johann Gottlieb Heineccius viveu entre 1681 e 1741, e pode ser considerado o jurista de referência para a Europa.


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Institutionum Imperialium Commentarius Academicus, et Forensis... [junto com] Selectarum Juris Quæstionum...



ARNOLDI VINNII
Gottl. Heineccius recensuit, & præfationem notulasque adjecit


Veneza, 1768
Typis Antonii Graziosi
[s.i. (a 1.ª edição é do século XVII)]
4 livros em 2 tomos + 2 livros (tomo III) encadernados em 2 volumes
23,8 cm x 19,5 cm
[XXXII págs. + 536 págs.] + [IV págs. + 452 págs. + VIII págs. + 172 págs.]
encadernações homogéneas de época inteiras em pele mosqueada com nervuras e vinhetas gravadas a ouro nas lombadas; perderam ambos os rótulos
exemplares em estado muito razoável de conservação, miolo limpo
assinatura de posse rasurada no frontispício do tomo I
180,00 eur

Obra redigida em latim, de vasto interesse jurídico. Do autor diz-nos o Diccionario Popular, historico, geographico, mythologico, biographico, artistico, bibliographico e litterario (dir. Manoel Pinheiro Chagas), 13.º vol., Typographia da Viuva Sousa Neves, Lisboa, 1884:
«[...] Jurisconsulto e professor hollandez, n. em 1588 e m. em 1657. Tendo estudado durante alguns annos a legislação romana e as leis do seu paiz, começou em 1615 a publicar alguns trabalhos sobre o direito romano, nos quaes se affastou da rotina, e em que apesar de não descobrir o systema que 150 annos depois tornou conhecidos os nomes de Hugo, Hubold e Savigny seguiu chronologicamente as mudanças da lei romana, e os seus progressos e tendencias sempre elevadas, especialmente sob o influxo do christianismo, regeitando o estudo litteral dos textos.
[...] pela sua erudição profunda e variada, pela sua eloquencia e pela sua logica severa era considerado um dos mais distinctos professores e pelo seu methodo racional, e pelas suas descobertas pessoaes era considerado superior a todos.
Vinnius que [...] os seus compatriotas tinham na conta de primeiro entre todos os jurisconsultos d’essa epoca recusou todas as honras, e não querendo nunca deixar o magisterio quando já muito cansado não podia fazer cursos regulares, presidia a conferencias em que os discipulos discutiam sob a sua presidencia, pontos difficeis de direito. [...]»


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089