quarta-feira, julho 27, 2011

Alentejo não Tem Sombra [...]



EUGÉNIO DE ANDRADE, org.

Porto, 1983
O Oiro do Dia
2.ª edição
22,5 cm x 15 cm
48 págs. + 4 págs. em extra-texto
subtítulo: [...] antologia de poesia contemporânea sobre o Alentejo organizada por [...] com uma pintura de Armando Alves e outra de Jorge Pinheiro nas edições oiro do dia
capa e miolo impressos sobre papel avergoado
exemplar estimado; miolo limpo
discreta assinatura de posse de Eulália Marques na pág. 2
25,00 eur (IVA e portes incluídos)

Antologiados, entre outros, e para além de si próprio, poetas como Florbela Espanca («Horas mortas... Curvada aos pés do Monte / A planície é um brasido [...]»), José Régio, José Gomes Ferreira («Nunca ouvi um alentejano cantar sozinho / com egoísmo de fonte. [...]»), Miguel Torga, Manuel da Fonseca («Nove casas, / duas ruas, / ao meio das ruas / um largo, / ao meio do largo / um poço de água fria. [...]»), Jorge de Sena («[...] Por entre os campos, os cordões rugosos / dos caminhos para toda a parte, / menos para os campos, que pacientemente evitam. [...]»), Raul de Carvalho, Sophia de Mello Breyner Andresen, Mário Cesariny, Alexandre O’Neill, David Mourão-Ferreira, Ruy Belo, etc.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Antologia [1945-1961]



EUGÉNIO DE ANDRADE
ensaio de Eduardo Lourenço
desenho de Dordio Gomes

s.l., 1961
Delfos
1.ª edição
19,5 cm x 13 cm
232 págs.
impresso sobre papel avergoado
exemplar muito estimado, apresentando sinais de traça na contracapa; miolo irrepreensível
60,00 eur (IVA e portes incluídos)

Reúne aqui o Autor o melhor da sua produção poética, abrangendo os excepcionais livros As Mãos e os Frutos, Os Amantes Sem Dinheiro, As Palavras Interditas, Até Amanhã, Coração do Dia e Mar de Setembro. O magnífico ensaio do filósofo Eduardo Lourenço constitui a introdução à leitura que qualquer poeta desejaria.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

Variações Sobre um Corpo


EUGÉNIO DE ANDRADE, org.
desenhos de José Rodrigues
capa e direcção gráfica de Armando Alves

Porto, 1973
Editorial Inova sarl
2.ª edição
22,4 cm x 14,5 cm
92 págs. + 8 págs. (não numeradas)
subtítulo: Antologia de Poesia Erótica Contemporânea
exemplar estimado; miolo limpo
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Antologia com algumas diferenças relativamente à sua edição primitiva – para além da mudança de formato, por exemplo, foi suprimido o poema de Sophia... –, abre com Fernando Pessoa e fecha com Nuno Guimarães, numa panorâmica que abrange os nomes cimeiros de quase um século poético, a saber: Mário de Sá-Carneiro, Irene Lisboa, José Régio, António Botto, Adolfo Casais Monteiro, Jorge de Sena, Egito Gonçalves, Eugénio (ele mesmo), Natália Correia, Alexandre O’Neill, António Ramos Rosa, David Mourão-Ferreira, Fernando Guimarães, João Rui de Sousa, Alberto de Lacerda, José Terra, Herberto Helder, José Bento, Pedro Tamen, M. S. Lourenço, Maria Teresa Horta, Armando da Silva Carvalho e Fiama Hasse Pais Brandão.
Um exemplo ao acaso, de Natália Correia:

«COSMOCÓPULA

O corpo é praia a boca é a nascente
e é na vulva que a areia é mais sedenta
poro a poro vou sendo o curso de água
da tua língua demasiada e lenta

dentes e unhas rebentam como pinhas
de carnívoras plantas te é meu ventre
abro-te as coxas e deixo-te crescer
duro e cheiroso como o aloendro».

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089

sábado, julho 16, 2011

Itinerário Histórico da Poesia Portuguesa – De 1189 a 1964


JOÃO GASPAR SIMÕES

Lisboa, 1964
Editora Arcádia Limitada
1.ª edição
18 cm x 10,5 cm
404 págs.
colecção BAB
exemplar em bom estado
17,00 eur

Trata-se de uma síntese a que Gaspar Simões procedeu a partir da sua própria obra, de 1958, a História da Poesia Portuguesa.
De grande interesse para estudo e confronto com algumas falsas ideias hoje correntes.


pedidos para:
telemóvel: 919 746 089