quarta-feira, junho 17, 2015

Jogos de Azar


JOSÉ CARDOSO PIRES
[capa de Sebastião Rodrigues]

Lisboa, 1963
Arcádia
1.ª edição
19,2 cm x 12,3 cm
244 págs.
encadernação editorial com sobrecapa, cuja criação se encontra referenciada no catálogo Sebastião Rodrigues, Designer (Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1995)
exemplar estimado; miolo limpo
35,00 eur (IVA e portes incluídos)

Diz-nos o analista Liberto Cruz:
«[...] Apercebendo-se da destruição que parece suspender-se, inexoravelmente, nos ombros do homem, de certo tipo de homem, destruição causada, é evidente, por toda uma estrutura social deformada e deformante, o escritor ao descrever essa amputação, esse aniquilamento do homem, mais não faz do que chamar a atenção para uma sociedade onde isso é possível. Compreende-se assim que o ficcionista queira descrever e analisar, acima de tudo, a atmosfera onde as personagens se movem. Conhecendo o jogo e as regras que o regem, fácil se torna para o utente da obra agarrar e compreender o porquê das personagens e da sua maneira de agir. [...]» (José Cardoso Pires, Análise Crítica e Selecção de Textos, Arcádia, Lisboa, 1972)

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089