domingo, maio 06, 2018

O Sorriso aos Pés da Escada



HENRY MILLER
trad. Célia Henriques e Vitor Silva Tavares

prefácio de Vitor Silva Tavares
capa de Rocha de Sousa

Lisboa, 1966
Editora Ulisseia
1.ª edição
15,6 cm x 9,6 cm
128 págs.
impresso sobre papel superior
encadernação editorial com sobrecapa
exemplar muito estimado; miolo limpo
assinatura de posse no frontispício
37,00 eur (IVA e portes incluídos)

Texto que Miller escreveu a pedido do pintor Fernand Léger, que depois o rejeitou – sinónimo de que o estalinismo não casa com o anarquismo...
Diz-nos o tradutor e prefaciador:
«[...] Contràriamente a Hemingway, seu (transitório) companheiro de geração perdida, contràriamente, também, a muitos da geração beat que em causa extrema se refugiam nos “paraísos artificiais”, Miller, entregue a si próprio e em si próprio sentindo pulsar o coração do mundo, encontra os fundamentos de um equilíbrio optimista para além do optimismo: abreviando razões, canta, com e como Whitman, que “é bom estar vivo e também é bom morrer” – afirmação, não de passividade ou indiferentismo, mas de uma plenitude só alcançada por quem, bebendo o fel da vida, possui “uma generosidade inesgotável”, uma fé indestrutível na grandeza cósmica do homem.
Não espantará, pois, que sob a máscara do palhaço brilhe a face de um anjo apocalíptico. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089